RESUMO DAS AULAS TEÓRICAS DA DISCIPLINA INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES

FOCCA- FACULDADE DE OLINDA


RESUMO DAS AULAS TEÓRICAS DA DISCIPLINA INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES

Isabelle de Albuquerque Almeida

FLÁVIADANIELLY

KALINE VALENTIM

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo descrever de forma concisa os assuntos abordados nas aulas da disciplina de Informática Aplicada às Organizações até o presente momento, oferecida no curso de Ciências Contábeis da Faculdade de Olinda -FOCCA.

Palavras-chave: Disciplina. Informática Aplicada às Organizações. FOCCA.

Abstract

The present work has the objective of describing in a concise way the subjects addressed in the classes of the discipline of Applied Informatics to the Organizations until the present moment, offered in the course of Accounting Sciences of the Faculty of Olinda – FOCCA.

Palavras-chave: Discipline. ; Informatics Applied to Organizations. FOCCA.

Introdução

O presente trabalho é sobre informática, onde iremos falar resumidamente dos assuntos trabalhados em sala de aula.

 O objetivo desse trabalho é sabermos colocar na forma da ABNT e aprendermos mais sobre os assuntos abordados em sala de aula.

 Está organizado em nove capítulos. No primeiro o tema abordado foi Noções de Informática, subsequentes, Software, Interação Humana-Computador, Redes de Computadores, Internet e Pragas Virtuais, Banco de Dados, Data Center e Cloud Computing, Suítes de Escritório e Editores de Apresentação.

 A metodologia utilizada foi dos slides ministrados em aula e enriquecida com pesquisa na internet.

NOÇÕES SOBRE INFORMÁTICA

A informática engloba toda atividade relacionada ao desenvolvimento e uso dos computadores que permitam aprimorar e automatizar tarefas em qualquer área de atuação da sociedade.

Ela atua em todas as áreas do conhecimento humano. A sua utilização passou a ser um diferencial para pessoas e empresas, visto que, o controle da informação passou a ser algo essencial para se obter maior flexibilidade no mercado.

Computador

O computador é uma máquina que processa dados orientados por um conjunto de instruções e destinados a produzir resultados completos.

Existem algumas funções no computador que ajuda a informação: o primeiro passo tem o armazenamento de dados, em seguida é processado o dados que é transformado em informações onde há a comunicação de dados.

As estruturas dos computadores são: 

• o hardware que é a parte física do computador é tudo que se pode tocar. Exemplo: mouse, teclado, caixas de som e etc.; 

• Software é a parte lógica do computador. Exemplo: sistema operacional; 

Peopleware são pessoas que trabalham direta ou indiretamente com o computador.

Os dispositivos do computador se dividem em:

• Dispositivos de entrada convertem dados para formato manipulável pelo computador. Exemplo: teclado, mouse, leitor de código de barras e etc.;

• Dispositivos de saída permite a saída de dados ou informações processadas pelo computador. Exemplo: monitor, caixa de som, impressora e etc.:

• Dispositivos de entrada e saída permite a entrada e saída de dados ou informações processadas pelo computador. Exemplo: pen drive, modem e gravadores de cd e dvd.

Os Componentes básicos do computador são: gabinete, placa mãe, placa de vídeo, placa de som, placa de rede, processador e memórias ROM, HD, RAM, CACHE, outras memórias com pen drive, CD e DVD.

É isso jovem. Agora é só apagar tudo e começar o seu trabalho pra valer. Não esqueça de compartilhar com o seu orientador. Boa sorte! 🙂

INTERAÇÃO HOMEM-COMPUTADOR

Estudo das aplicações dos fatores humanos a todos os aspectos da relação entre o ser humano, a máquina e o ambiente, que influencia diretamente a segurança, a eficiência, a aceitação e a satisfação no uso de tais sistemas.

Investiga, avalia e programa interfaces para que seres humanos possam interagir com sistemas computacionais de maneira eficiente e intuitiva.

A interação homem computador com a área multidisciplinar com a engenharia, computação, sociologia, psicologia, linguística, design entre outras áreas.

Interface deve dar ênfase à construção da linguagem de interação, tendo caráter dialógico, reconhecendo a experiência e o aspecto social do usuário.

Objetivos de a usabilidade facilitar o aprendizado, facilitar a memorização, maximizar a produtividade, minimizar a taxa de erros e maximizar a satisfação do usuário.

Características de a usabilidade ter diálogos simples e naturais (informação que o usuário precisa), falar a linguagem do usuário (linguagem fácil para entendimento de todas as pessoas), feedback (resposta da máquina para entendimento do usuário), atalhos (rápido o acesso) e ajuda e documentação (deve estar facilmente acessível).

A acessibilidade oferecer meios para que o usuário acesse o sistema e interaja com ele, sem que a interface imponha obstáculos.

REDES DE COMPUTADORES

Com o constante desenvolvimento do processo de comunicação, viu- se a necessidade de criar ferramentas tais como telefone, rádio que pudesse manter essas relações. No entanto com o passar dos anos essas ferramentas deram lugar a uma ferramenta superior denominada rede de computadores, onde a troca de dados entre dois ou mais computadores em qualquer lugar tende a acelerar o processo de comunicação, já que cada rede oferece um serviço especifico

De acordo com os critérios de abrangência, modelo de computação, topologia, método de transmissão, arquitetura de rede, protocolo, uma rede pode apresentar diversas classificações. Dentre estas podemos citar o modelo computacional que ocorre mediante duas redes a de cliente/ servidor e a ponto a ponto, onde os servidores podem ser classificados em servidores de web, mail e de arquivos. E ainda a topologia de rede que descreve como as redes estão interligadas seja na forma física ou lógica; está forma física pode ser classificada em ponto a ponto, barramento, anel, estrela, árvore, híbrida. Mediante a distribuição geográfica as redes podem ser classificadas em:

• PAN ( rede pessoal-muito próxima)

• LAN ( rede local – equipamentos interligados)

• MAN ( rede metropolitana- área especifica)

• WAN (rede mundial- áreas diversas)

Para uma rede funcionar é necessário está conectada a um meio que execute isto, e com a globalização estes vem se desenvolvendo pois estamos numa era onde a quantidade dados por segundo apresenta um alto grau, fazendo com que os diversos tipos de conexões existentes tais como WIFI, 3G E 4G sejam as mais utilizadas devido a praticidade e rapidez. E para se manter a segurança dessa rede tão extensa ocorre a utilização de protocolos como HTTP, FTP e de um número que identifica o computador denominado IP, e além disto nas redes para cada tipo de página ou atividade especifica existirá a utilização de domínios, tais como (Com- comercial) e Edu (educacional).

WEB OF DATA – BIG DATA

Os serviços de dados da Web referem-se à arquitetura orientada a serviços (SOA) aplicada a dados obtidos da World Wide Web e da Internet como um todo. Os serviços de dados da Web permitem a reutilização e compartilhamento de dados estruturados (como tabelas relacionais), informações semi-estruturadas (como documentos XML) e informações não estruturadas (como feeds RSS , conteúdo de aplicativos da Web , Dados comerciais de fontes de negócios on-line). Em um ambiente de serviços de dados da Web, os aplicativos podem se inscrever e consumir informações, fornecer e publicar informações para outros consumirem, ou ambos.

Big Data é o termo que descreve o imenso volume de dados – estruturados e não estruturados – que impactam os negócios no dia a dia. Mas o importante não é a quantidade de dados. E sim o que as empresas fazem com os dados que realmente importam. Big Data pode ser analisado para a obtenção de insights que levam a melhores decisões e direções estratégicas de negócio.

A importância do big data não gira em torno da quantidade de dados que você tem, mas em torno do que você faz com eles. Você pode analisar dados de qualquer fonte para encontrar respostas que permitam redução de custos, redução de tempo,desenvolvimento de novos produtos e ofertas otimizadas, decisões mais inteligentes. O Big Data possui a função de ajudar na organização e análise dos dados para obtenção de informação em tempo real.

BANCO DE DADOS

“É uma coleção de dados inter-relacionados, representando informações sobre um domínio específico”,(Korth) ou seja, sempre que for possível agrupar informações que se relacionam e tratam de um mesmo assunto, posso dizer que tenho um banco de dados.

Algumas aplicações dos bancos de dados

Banco de dados tradicionais armazena informações textuais ou numéricas.

Banco de dados de multimídia armazena imagens, clipes de áudio e streams de vídeo digitalmente.

Sistema de informação geográfica armazena e analisam mapas, dados sobre o clima e imagens de satélite.

Já um sistema de gerenciamento de banco de dados (SGBD) é um software que possui recursos capazes de manipular as informações do banco de dados e interagir com o usuário. Exemplos de SGBDs são: Oracle, SQL Server, DB2, PostgreSQL, MySQL, o próprio Access ou Paradox, entre outros.

Propriedades ACID

As propriedades ACID (atomicidade, consistência, isolamento e durabilidade) são fundamentais nos bancos de dados, sejam os relacionais ou os orientados a documentos.

As propriedades ACID (atomicidade, consistência, isolamento e durabilidade) são fundamentais nos bancos de dados, sejam os relacionais ou os orientados a documentos.

• Atomicidade: A propriedade de atomicidade garante que as transações sejam atômicas (indivisíveis). A transação será executada totalmente ou não será executada.

• Consistência: A propriedade de consistência garante que o banco de dados passará de uma forma consistente para outra forma consistente.

• Isolamento: A propriedade de isolamento garante que a transação não será interferida por nenhuma outra transação concorrente.

• Durabilidade: A propriedade de durabilidade garante que o que foi salvo, não será mais perdido.

Modelo conceitual

Os objetivos de um sistema de banco de dados são o de isolar o usuário dos detalhes internos do banco de dados (promover a abstração de dados) e promover a independência dos dados em relação às aplicações, ou seja, tornar independente da aplicação, a estratégia de acesso e a forma de armazenamento.

O modelo conceitual é a descrição do BD de maneira independente ao SGBD, ou seja, define quais os dados que aparecerão no BD, mas sem se importar com a implementação que se dará ao BD. Desta forma, há uma abstração em nível de SGBD.

Uma das técnicas mais utilizadas dentre os profissionais da área é a abordagem entidade-relacionamento (ER), onde o modelo é representado graficamente através do diagrama entidade-relacionamento (DER).

Diagrama Entidade RelacionamentoDiagrama Entidade Relacionamentohttps://elsecti.files.wordpress.com/2010/05/der.png?w=510&h=332

Data Center

Um Data Center tradicional é um servidor que funciona em tempo integral, para manter dados armazenados acessíveis a qualquer momento. Ele pode ser mantido tanto dentro da empresa quanto externamente, geralmente recebendo diversos cuidados com relação à temperatura, umidade e segurança.

Um data center deve conter:

• Infra estrutura de rede
;

• Segurança física
;

• Refrigeração adequada;

• Sistema de fornecimento de energia ininterrupta e sem oscilações
;

• Sistema de combate a incêndios
;

Cloud Computing  

Cloud computing é a capacidade de computação infinitamente disponível e flexível. A nuvem é tudo aquilo que fica por detrás da conexão. As preocupações com a largura de banda, espaço de armazenamento, poder de processamento, fiabilidade e segurança, são postas de parte. Basta uma ligação à nuvem, e as necessidades, em termos de tecnologias de informação, são satisfeitas.

A computação na nuvem compreende os seguintes recursos:

• Acesso à rede em banda larga – Todas as funcionalidades estão disponíveis através da rede e são acessíveis por meio de mecanismos standard;

• Pool de recursos – Os recursos de computação de cada fornecedor são concebidos para servir vários clientes, num modelo multi-tenant, com diferentes recursos físicos e virtuais, distribuídos e alocados dinamicamente;

• Serviço Self-Service – O consumidor pode, unilateralmente, requerer ou dispensar capacidades de computação, tais como o tempo do servidor, a capacidade de armazenamento, entre outros;

• Elasticidade – Os recursos podem ser rapidamente alocados e, em alguns casos, de forma automática, para aumentar as capacidades disponíveis ou para as libertar quando já não são necessárias.

INTERNET E PRAGAS VIRTUAIS

A interligação de várias redes mediante computadores que permite o acesso a informação e transferência de dados pode ser definido como internet. A internet é algo que está presente em todas as atividades do nosso dia seja nos sites de compras, em transações bancárias, na educação, nas redes sociais e em pesquisas, tudo isto com a finalidade de facilitar a vida das pessoas. Mas para que algumas dessas atividades possa se realizar é fundamental a utilização de programas de computador como os navegadores que levarão o usuário ao acesso aos documentos virtuais.

Como a internet é uma rede de grande extensão para manter a segurança de tudo o que é transmitido, algumas ferramentas como a criptografia e certificados digitais são utilizados. Pois algumas pessoas como crackers e defaris a utilizam para roubar dados e alterar as páginas dos sites que sofreram o ataque; todavia é importante sabermos que algumas pessoal como hackers e os script ajudam no desenvolvimento dessas redes. Esses ataques podem ocorrer em qualquer computador desde que esteja conectado a uma rede, a finalidade para executar tal ação é desde uma demonstração de poder até uma motivação financeira; com isto podemos dizer que aquele de determinado software sofreu um processo de vulnerabilidade, onde a segurança foi derrubada.

Além das pessoas existem algumas pragas que podem atacar os computadores, temos como exemplos o malware, vírus, spywares, trojans, worms, bot e bonet, backdoor e o rootkit. Dentre estes podemos citar o trojans mais conhecido como cavalo de troia que transportam qualquer tipo de malware e entram pelas mãos do próprio usuário.

Para prevenir estes ataques se faz necessário a instalação de programas de defesa denominados anti-vírus, que comunicam ao usuário caso alguma ameaça que esteja na lista desse programa possa se conectar a este computador, exemplos: AVG e MCAFFEE.Portanto a internet é uma ferramenta que se torna cada vez comum, mas para que a sua utilidade passe a ser segura devemos acessar sites que contenham certificados digitais e aderir aos principais aplicativos de proteção.

SUÍTES DE ESCRITÓRIO

Ao longo do dia a dia no escritório várias atividades são executadas, e para facilitar a realização destas alguns aplicativos podem ser utilizados e são denominados como suítes. Sabendo que alguns para serem utilizados precisam de licenças e outros podem ser adquiridos de forma gratuita; os mais comuns são o Microsoft office e o Broffice. Org, sendo este primeiro o mais utilizado, mas ambos apresentam as mesmas funções tais como editor e textos, planilhas, apresentações e o que muda é apenas a interface. É importante sabermos que a maior parte da população adquire os que necessitam de licença de forma pirateada, o percentual de quem compra fica para algumas empresas.

Alguns suítes podem se apresentar de forma online, sem a necessidade de instalação estes são feitos através de drives que tanto podem editar os documentos como armazena-los, sem a utilização de espaço do computador, pois os arquivos gerados podem ser exportados diretamente. Algo bastante interessante é que para todas as apresentações em público a utilização do suíte de apresentação, que deve obedecer a uma série de regras desde uma formatação até a transmissão das ideias com a finalidade de se obter uma excelente apresentação.

Portanto os suítes sejam em aplicativos ou na forma online servem para dinamizar todas as atividades a serem executadas por qualquer indivíduo atendendo assim as suas principais necessidades.

Conclusão

Atualmente as empresas buscam funcionários que tenham conhecimento mínimo de informática, para realizar diversas atividades, tais como: um preenchimento de relatório, uma elaboração de apresentação,etc. No ambiente organizacional de hoje o contador vive em intensa interação com a informática, fazendo-se necessário ter um certo conhecimento sobre ela.

A disciplina Informática Aplicada às Organizações oferecida no curso de Ciências Contábeis desta Faculdade, propõe a nós alunos um treinamento básico de informática, que nos auxiliará no futuro profissional.

feito

Use agora o Mettzer em todos
os seus trabalhos acadêmicos

Economize 40% do seu tempo de produção científica