RELATÓRIO SITUACIONAL DO LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS DO HOSPITAL MATERNO INFANTIL NOSSA SENHORA DE NAZARETH – LABHMINSN – 2021

GOVERNO DO ESTADO DE RORAIMA - SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DE RORAIMA -SESAU

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS

RELATÓRIO SITUACIONAL DO LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS DO HOSPITAL MATERNO INFANTIL NOSSA SENHORA DE NAZARETH - LABHMINSN - 2021

ludmila franklin augusto

SEBASTIAO SALAZAR JANSEM FILHO

Introdução

O Laboratório faz parte do Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth, que é uma instituição de média e alta complexidade na realização de exames de interesse da área hospitalar, atendendo uma grande área de abrangência em um raio aproximado de 800 km, além de  atender os 15 municípios de Estado de Roraima e países como Venezuela e Guiana Inglesa que fazem parte da área da tríplice fronteira.

Esta coordenação do laboratório está subordinada hierarquicamente à Direção Técnica desta unidade hospitalar conforme estabelecido no Regimento Interno do Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth/2008.

Atualmente está sob a coordenação da uma Farmacêutica/Bioquímica e sob sua tutela estão 18 Servidores na função de Bioquímico, 01 Servidores na função de Biomédico, 22 Servidores na função de Técnico de Laboratório e 08 Servidores na função de Auxiliar Administrativo.

SITUAÇÃO GERAL MARÇO/2021

O quadro de servidores atualmente é deficitário em razão dos inúmeros afastamentos e desfalques de servidores.

Os principais problemas administrativos estão relacionados à capacidade de alocação de servidores, remanejamento de servidores e indisponibilidade de pagamento de horas extra para suprir as necessidades recorrentes.

Os principais problemas técnicos desta unidade laboratorial estão relacionados aos equipamentos de análises, manutenção dos mesmos e interface com o sistema de gerenciamento do laboratório para elaboração de laudos de análises.

Os principais problemas de suprimento de materiais estão relacionados com as quantidades recebidas e as especificações do material para uso diário para realização de exames. Exemplos: qualidade do material de análise, insumos e material de expediente. Quantidade de material para descarte de resíduos, quantidade de equipamentos de proteção individual e de análises.

Quanto às metas estabelecidas pela coordenação desta unidade laboratorial, dizem respeito à elucidação dos principais problemas relatados neste relatório e os avanços propostos nas nossas rotinas, afim de atender e melhorar a eficiência e qualidade do trabalho executado por esta unidade.

SITUAÇÃO ESTRUTURAL

O Laboratório desta unidade está alocado em um ambiente estrutural inadequado, historicamente estabelecido no mesmo ambiente improvisado desde o período do início de seu funcionamento no ano de 1991*(registros próprios). Este fato fez com que a estrutura não acompanhasse a evolução do quantitativo de atendimentos da unidade, por consequência, o aumento em todos os sentidos, a saber: Pessoal, administrativo, equipamentos e mobiliário.

Demandas estruturais  

As necessidades de melhoria estrutural, estão baseadas na nossa capacidade de atendimento, necessidades de oferecimento estrutural mínimo para divisão dos setores do laboratório, necessidade de estabelecer separação entre as áreas mais críticas como: Recepção, área de análise, lavagem e esterilização de material, repouso de servidores e área de descarte de material.

Ainda como demanda emergente, há necessidade de realocação da sala de coleta para outra área separada do laboratório.

Há necessidade imediata de melhoramento na locação aonde são recebidas as amostras e triadas.

Figura 1 — area de recepção e recebimento de material
area de recepção e recebimento de materialOs autores (2021)

A estrutura de recebimento de amostras, mostra-se inadequado à esta atividade em função de não atendimento mínimo às normas de segurança e ergonomia.

Há ainda uma necessidade imediata de separação dos setores atualmente alocados na mesma sala de análises, sendo assim um espaço insuficiente.

Figura 2 — sala de análise dos setores de hematologia, bioquímica, uroanálise e imunoparasitologia.
sala de análise dos setores de hematologia, bioquímica, uroanálise e imunoparasitologia.Os autores (2021)

O ambiente desta sala comporta quatro setores além do servidor do sistema (INTERLIS) sistema de interface laboratorial - SIL, sendo assim, estruturalmente inadequado e devendo ser dividida em função do espaço disponível.

Figura 3 — Sala de análise e servidor do sistema
Sala de análise e servidor do sistemaOs autores (2021)

O espaço para os setores torna-se inadequado, sendo assim uma demanda recorrente em todas as solicitação de melhorias para as direções.

A área de analises do laboratório é composta basicamente por uma grande área subdividida inadequadamente.

Figura 4 — Vista geral do Laboratório HMINSN
Vista geral do Laboratório HMINSNOs autores (2021)

Não havendo subdivisão de setores, todos funcionam no mesmo espaço, tornando-se assim origem de inúmeros problemas pré-analíticos que temos de forma recorrente.

Quanto ao repouso de profissionais plantonistas, há um necessidade de readequação deste espaço.

Figura 5 — Local de repouso de plantonistas do laboratório HMINSN
Local de repouso de plantonistas  do laboratório HMINSNOs autores (2021)

Além do espaço insuficiente, há a necessidade de separar este ambiente da área de análise como previsto em normativa específica.

Os ruídos de equipamentos durante o processamento de material, torna o repouso regular impraticável.

Além dos problemas relatados anteriormente, enfrenta-se rotineiramente os problemas relacionados às goteiras durante os períodos chuvosas, sendo que diversas soluções temporárias foram realizadas, porém sem solução definitiva.

SITUAÇÃO de pessoal (servidores) do laboratório

O Laboratório desta unidade conta com uma coordenadora Farmacêutica/Bioquímica: Ludmila F. Augusto, nesta função desde 2017, sendo nomeada pelo DECRETO Nº 1960-P DE 24 DE OUTUBRO DE 2019. (RORAIMA, 2019) e sob sua tutela estão 18 Servidores na função de Bioquímico, 01 Servidores na função de Biomédico, 22 Servidores na função de Técnico de Laboratório e 08 Servidores na função de Auxiliar Administrativo.

Demandas de pessoal do laboratório 

O quadro de servidores do Laboratório HMINSN atualmente conta com um quantitativo deficitário, sendo necessidade imediata: (03 Bioquímicos, 07 técnicos de laboratório e 03 auxiliares Administrativos).

Atualmente os servidores "auxiliares de saúde" encontram-se com recebimento de insalubridade em desacordo com as atividades exercidas neste setor e continuam desempenhando as mesmas funções e atividades pertinentes ao recebimento do grau máximo de insalubridade correspondente a 20%, como exposto no art.65 da Lei Complementar nº 053/2001 .

Os servidores lotados neste laboratório tiveram a gratificação (GAE -Gratificação de Assistência Específica) retirada, tendo em vista que a finalidade desta gratificação é beneficiar os servidores que prestam os serviços típicos dos setores expostos no artigo 33 da LEI Nº 948 DE 09 DE JANEIRO DE 2014 (lei que dispõe sobre o PCCR da saúde de Roraima), é anseio notório a contemplação destes servidores novamente neste benefício;

Normatizar por portaria interna o servidor responsável pelos controles de Qualidade interna e externa. Este servidor já exerce suas atividades neste setor tão necessário para o andamento adequado da rotina laboratorial, apoio técnico ao laboratório, elaboração de pareceres e emissão de laudos técnicos relativos à qualidade laboratorial.

SITUAÇÃO DE problemas técnicos do laBORATÓRIO

Apresentamos aqui a situação encontrada hoje no laboratório de análises clínicas dessa unidade no que diz respeito aos problemas técnicos.

Situação de Equipamentos e manutenção de equipamentos

A manutenção de equipamentos da rotina do laboratório é realizada por empresas terceirizadas;

O sistema de informação laboratorial (INTERLIS) utilizado para gerenciamento dos laudos dos exames laboratoriais é disponibilizado pela empresa Prosserv através de contato específico de automação.

O equipamento do setor de hematologia é disponibilizado pela empresa Prosserv através de contato específico de automação.

O equipamento do setor de Bioquímica é disponibilizado pela empresa Prosserv através de contato específico de automação.

O equipamento do setor de Gasometria é disponibilizado pela empresa WEBMED em parceria com a Prosserv através de contato específico de automação.

Demandas técnicas do laboratório 

O sistema de informação laboratorial (INTERLIS) deve ser aprimorado de forma a melhorar a eficiência e rapidez de seu funcionamento, assim suprimindo as recorrentes reclamações em todos os turnos e horários.

O equipamento do setor de hematologia deve ser substituído pela empresa responsável, afim de dar celeridade e melhorar a qualidade e eficiências assim como a confiabilidade os resultados. Houve solicitação de troca deste equipamento por outro mais robusto, documentada pelo fiscal do contrato, fato este não atendido nem respondido.

O equipamento do setor Bioquímica deve ser substituído pela empresa responsável, afim de dar celeridade e melhorar a qualidade e eficiências assim como a confiabilidade os resultados. Houve solicitação de troca deste equipamento por outro mais robusto, documentada pelo fiscal do contrato, fato este não atendido nem respondido. Este equipamento vem sendo motivo de reclamações recorrentes registradas em livro de ocorrência interno do laboratório, perfazendo quantitativo exacerbado de reclamações de problemas técnicos e chamados de manutenção em função especialmente do tempo em exercício e das recorrentes falhas.

Há a necessidade de retirada da sala de coleta junto ao laboratório e assunção de todo e qualquer procedimento de coleta para exame laboratorial nesta unidade, afim de integralizar o procedimento arcando com as responsabilidades pré-analíticas e as demais subsequentes.

O laboratório desta unidade necessita há tempos de implementação do setor de Imunologia (automação) para a realização in-loco dos exames: DÍMERO-D, BHCG-quantitativo, IGF-1, sorologias para toxoplasmose, rubéola, citomegalovirus, HIV e hepatites, marcadores tumorais.Para tanto faz-se necessária a contratação de empresa para disponibilizar: equipamento automático analisador de imunoensaios por quimioluminescência.

Considerando a rotina de realização de exames de classificação sanguínea neste laboratório, sendo uma das maiores do estado de Roraima, faz-se necessária a implantação de rotina de classificação em gel, para que se possa melhorar a eficiência e a qualidade desta análise.

Considerando ainda as normativas vigentes vislumbramos a necessidades de alterações físicas com obras de reforma afim de substituição do revestimento atual do piso do laboratório, pois não atende às normas sanitárias e de BIOSSEGURANÇA, como previsto na RDC 50/2002,

"Os materiais adequados para o revestimento de paredes, pisos e tetos de ambientes de áreas críticas e semicríticas devem ser resistentes à lavagem e ao uso de desinfetantes. manual Processamento de Artigos e Superfícies e Estabelecimentos de Saúde 2ª edição, Ministério da Saúde / Coordenação de Controle de Infecção Hospitalar. Brasília-DF, 1994 ou o que vier a substituí-lo" (BRASIL, 2002).

O revestimento atual não atende às normas sanitárias e de BIOSSEGURANÇA, como previsto na RDC 50/2002, 

Conclusão

Diante do que foi exposto, podemos inferir que todas estas demandas são de necessidade imediata e de solução viável, especialmente sendo ratificadas pelas direções a que somos subordinados, portanto podemos resumir as demandas principais , ordenando as seguintes solicitações;

Com as soluções aqui apresentadas, pretendemos diminuir o tempo de resposta de resultados de exames;

Padronizar os prazos de resultados seguindo os protocolos de classificação de atendimentos determinado pela unidade;

Implantar o compartilhamento e extensão do SIL (sistema de interfaceamento laboratorial) do laboratório nos departamentos e blocos aonde for possível a utilização para cadastro de amostras e impressão de resultados;

Implementar a normatização da Biossegurança no ambiente laboratorial;

Reforçar a realização de exames com excelência e qualidade asseguradas por avaliação externa mensal e anual, fazendo informar as direções sobre os resultados obtidos mensalmente e anualmente com estabelecimento de metas;

Operacionalizar o laboratório da unidade para o novos passos no avanço da automação laboratorial dos setores implantando os serviços de UROANÁLISE POR AUTOMAÇÃO, HEMOSTASIA POR AUTOMAÇÃO, IMUNOLOGIA POR AUTOMAÇÃO e MICROBIOLOGIA POR AUTOMAÇÃO.

Estas são as Principais demandas justificadas para este relatório situacional para o ano de 2021.

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária. RDC n. 50, de 21 de fevereiro de 2002. Diário Oficial da União. Brasilia, 21 de fevereiro de 2002. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2002/rdc0050_21_02_2002.html. Acesso em: 2 mar. 2021.

GOVERNO DE RORAIMA/SESAU-RR/HMINSN. Hospital materno infantil Nossa Sra de nazareth/Direção Administrativa. Regimento InternoI, de 01 de setembro de 2008. Regimento interno do Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth. Impresso: Volume único, 1 set. 2008.

RORAIMA. GOVERNO DO ESTADO DE RORAIMA. 1960-P, de 24 de outubro de 2019. Diário Oficial. Boa Vista-RR, 24 de outubro de 2019. Disponível em: http://www.imprensaoficial.rr.gov.br/app/_visualizar-doe/. Acesso em: 2 mar. 2021.

RORAIMA. Governo do estado de Roraima. 948, de 09 de janeiro de 2014. Diário Oficial. Boa Vista-RR, 09 de janeiro de 2014. Disponível em: http://www.imprensaoficial.rr.gov.br/app/_visualizar-doe/. Acesso em: 17 mar. 2021.

Use agora o Mettzer em todos
os seus trabalhos acadêmicos

Economize 40% do seu tempo de produção científica