PROJETO LUANDERSON

Centro de Profissionalização e Educação Técnica

PROJETO LUANDERSON

LUANDERSON MENDES CATÃO

Resumo

RESUMO: O presente estudo tem como objetivo analisar os impactos da pandemia do COVID-19 na indústria do Turismo em escala mundial a partir de uma necessária revisão de literatura. Trata-se de uma Pesquisa Bibliográfica e Documental, de natureza Qualitativa, respeitando a ética que alicerças as pesquisas científicas no campo do Turismo. Com a análise empreendida ficou claro que temos agora um quadro claro do forte prejuízo causado pela COVID-19 no turismo internacional segundo dados da Organização Mundial do Turismo (OMT), que mostram, para o período até maio, um custo já três vezes superior a esse da crise econômica global de 2009. À medida que a situação continua a evoluir, a agência especializada das Nações Unidas para o turismo fornece a primeira análise global do impacto da pandemia, tanto em número de turistas quanto em déficits, antes do próximo lançamento de informações atualizadas sobre restrições em viagens globais.




Palavras-chave: Turismo. COVID-19. Impactos Mundiais.

Abstract

THE IMPACTS OF THE COVID-19 PANDEMIC ON THE WORLD TOURISM INDUSTRY: A REVIEW OF THE NECESSARY LITERATURE

ABSTRACT: This study aims to analyze the impacts of the COVID-19 pandemic on the Tourism industry on a worldwide scale from a necessary literature review. It is a Bibliographic and Documentary Research, of Qualitative nature, respecting the ethics that underpin scientific research in the field of Tourism. With the analysis undertaken it became clear that we now have a clear picture of the serious damage caused by COVID-19 in international tourism according to data from the World Tourism Organization (WTO), which show, for the period up to May, a cost already three times higher than that of the global economic crisis of 2009. As the situation continues to evolve, the United Nations specialized agency for tourism provides the first global analysis of the impact of the pandemic, both in number of tourists and in deficits, before the next launch of up-to-date information on restrictions on global travel.

Keywords: Tourism. COVID-19. World Impacts.

Introdução

A nova doença coronavírus foi identificada pela primeira vez em dezembro de 2019 em Wuhan, China. O surto se expandiu significativamente em todo o mundo, levando a Organização Mundial da Saúde a declarar o COVID-19 como uma pandemia em 11 de março de 2020. O COVID-19 infectou mais de dez milhões de pessoas e causou mais de 500.000 mortes em todo o mundo em junho de 2020 (OMS, 2020). Restrições de movimento, toques de recolher e proibições de viagens foram implementados por governos em todo o mundo para combater a pandemia. A maioria dos países enfrenta atualmente uma segunda onda do vírus, que causa mais danos do que a primeira. Assim, a maioria dos estados fechou suas fronteiras aos turistas. De acordo com as previsões do FMI, a economia global pode ter mais probabilidade de contrair -3%, e a perda de PIB devido a situações de pandemia pode ser de cerca de US $ nove trilhões em 2020 (FMI, 2020a). Consequentemente, COVID-19 cria recessão econômica devido a quarentenas, restrições de viagens e distanciamento social, e impacta significativamente o crescimento econômico em todo o mundo. A Organização das Nações Unidas para o Turismo relatou 100% de restrições a viagens em destinos globais em 2020. Como resultado, o turismo internacional e doméstico se tornou mais complicado do que em outros setores.

Viagens e turismo é um dos setores críticos da economia global, responsável por US $ 2,9 trilhões do PIB em 2019; esta é a maior contribuição setorial para o PIB, 29% das exportações mundiais de serviços e 300 milhões de empregos em todo o mundo (AFANASIEV; AFANASIEVA, 2021). O setor de turismo tem a maior contribuição econômica em países em desenvolvimento e desenvolvidos e é um dos setores econômicos de crescimento mais rápido em todo o mundo; em 2018, 1,4 bilhão de chegadas de turistas internacionais em todo o mundo foram identificadas.

O setor de viagens e turismo é um dos setores mais afetados da economia devido à pandemia COVID-19 (CORBARI; GRIMM, 2020). Devido à crise econômica e de saúde causada pela pandemia, o setor de turismo é afetado em grande escala. A OIT estimou uma perda de aproximadamente 1,1 bilhão de chegadas de turistas internacionais, com uma perda de US $ 910 bilhões a US $ 1,1 trilhão em receitas de exportação e 100-120 milhões de empregos devido à maior disseminação do novo coronavírus.

O principal objetivo deste estudo é determinar o impacto do surto de COVID-19 na indústria de turismo global. A pesquisa se concentra em todos os países e determina os desafios que eles enfrentaram no turismo e as estratégias para superar esses desafios no curto e longo prazo, minimizando os choques econômicos globais devido à pandemia. O estudo também se concentra no impacto dos outros sub-serviços principais de apoio ao desenvolvimento do setor de turismo, como hospitalidade, viagens aéreas, alimentos e bebidas, transporte e comunicação. Um país em desenvolvimento precisa proteger as pessoas e manter uma indústria de turismo saudável no curto prazo. Os governos devem fazer estratégias para proteger os trabalhadores da indústria do turismo e, ao mesmo tempo, os governos podem oferecer alívio financeiro com empréstimos ou concessões a juros baixos. Assim, este estudo enfoca o impacto do COVID-19 na indústria do turismo e avalia os desafios enfrentados pelo turismo como um subsetor principal da economia.

As investigações sobre o impacto do COVID-19 na indústria de turismo global são extremamente raras na literatura existente. Apenas uma literatura limitada estava disponível sobre o efeito do COVID-19 no crescimento econômico, e foi difícil identificar um artigo de pesquisa significativo que abordasse os desafios para o setor de turismo devido à pandemia. No entanto, muitos relatórios do OIT e UNCTD identificaram o impacto do COVID-19 no setor de turismo. Assim, a principal contribuição deste estudo para a literatura existente é adicionar novas e mais significativas relações com a pandemia COVID-19 e o setor de turismo globalmente, que é a área menos discutida na literatura devido à menor disponibilidade de dados.

Nesta revisão, a Introdução é seguida pelas Seções 2, 3 e 4, que são Revisão da Literatura, Metodologia da Pesquisa e Discussão e Resultados, respectivamente. Por fim, a Seção 5 apresenta a conclusão do estudo com recomendações e orientações futuras.

Revisão da Literatura

Esta seção enfoca as descobertas teóricas e empíricas do surto de COVID-19 e da indústria de turismo global. A indústria do turismo foi identificada como um dos principais setores econômicos que enfrentou mais desafios devido ao COVID-19. O estudo argumenta que o setor de turismo desempenha um papel proeminente no crescimento econômico de um país e ilustrou ainda que a pandemia COVID-19 afetou o setor de turismo, levando a riscos no crescimento econômico de uma nação. O principal argumento da presente revisão da literatura foi desenvolvido nas seções seguintes.

O turismo é um dos setores mais importantes da economia global, contribuindo significativamente para o PIB mundial. O termo turismo pode ser definido como um fenômeno social, cultural e econômico que causa o movimento de pessoas para o país, fora do destino, ou meio ambiente, para fins pessoais e comerciais (OIT, 2020). O setor de turismo é uma importante fonte de empregos em todo o mundo, que é uma indústria de mão-de-obra intensiva. As indústrias de apoio ao turismo são hospedagem, transporte, alimentos e bebidas, varejo e cultura, hospitalidade e esportes (WTTC, 2017). O setor de turismo de um país oferece benefícios e oportunidades para seu povo. A indústria do turismo pertence ao setor de serviços da economia, que possui suas características únicas.

As principais características do turismo se enquadram em atributos específicos de um produto de serviço. Eles são inseparabilidade, heterogeneidade, intangibilidade e perecibilidade. Na economia global, o turismo desempenha um papel proeminente no desenvolvimento econômico, e o aumento da indústria do turismo pode influenciar positivamente o crescimento econômico. Um número significativo de estudiosos anteriores considerou a tarefa considerável da indústria do turismo no desenvolvimento econômico. Segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT), o turismo é considerado um dos motores do desenvolvimento econômico. Os benefícios do turismo para o crescimento econômico estão criando as maiores divisas, oportunidades de emprego e receita para um país. Brito-Henriques, Boavida-Portugal e Arrobas (2020) revelam que o turismo é a indústria de crescimento mais rápido nas economias desenvolvidas e em desenvolvimento, e o turismo é considerado a maior fonte de oportunidades de emprego com o maior gerador de receita em uma economia.

A situação de pandemia do COVID-19 afetou gravemente o desenvolvimento econômico de quase todos os países do mundo. Isso causou a maior queda da economia da história. Economias mais avançadas como EUA, Reino Unido, Japão e Europa também estão enfrentando a queda de suas economias devido à disseminação do COVID-19. A Organização Mundial do Comércio projeta que as atividades comerciais podem cair 32% em 2020. O fraco desempenho econômico ocorre devido à fraca demanda, interrupções na cadeia de suprimentos, restrições de viagens e a política de bloqueio, que são ações preventivas para uma maior disseminação do vírus. Essas restrições podem exercer pressão sobre o crescimento econômico do mundo. A Organização Internacional do Trabalho (OIT) estima o impacto da pandemia COVID-19 no aumento do desemprego global entre 5,3 milhões e 24,7 milhões (OIT, 2020). Isso leva à perda de atividades econômicas com perda de empregos. O surto de COVID19 afeta todos os setores da economia, como manufatura, turismo, financeiro, serviços, comércio, transporte e pessoas em todos os campos de todos os países, com choques econômicos mais significativos. Devido à incerteza e ao medo da pandemia, a maioria das empresas tem maior probabilidade de ter lucros baixos, pois as pessoas são aconselhadas a ficar em casa, com proibição de viagens e cancelamento de eventos e a proibição de reuniões em massa (CLEMENTE et al., 2020). O surto de COVID-19 causa interrupções econômicas repentinas com choques de oferta e demanda em quase todos os setores da economia.

O setor de viagens e turismo tem maior probabilidade de ser influenciado pela pandemia COVID-19 (MOURA; FELICIANO, 2020). O setor de turismo global é responsável por mais de 10% do PIB global e 30% dos serviços de exportação do mundo (BANCO MUNDIAL, 2017). Entre todos os segmentos da economia, o turismo é um dos principais setores que impactam a economia, já que muitos governos impõem restrições de viagens, proibições de viagens, fechamento de aeroportos e cancelamento em massa de passageiros. Assim, a indústria do turismo teve uma perda de receita de mais de US $ 820 bilhões globalmente devido à pandemia COVID-19 (MELO et al., 2020). Além disso, o setor de hospitalidade tem sido afetado principalmente pelas políticas de permanência em casa e distanciamento social impostas pela maioria dos governos e pelos cancelamentos de reservas, que podem custar cerca de US $ 150 bilhões em todo o mundo. Afanasiev e Afanasieva (2021) revelaram que o coronavírus afeta significativamente a indústria de turismo chinesa. A hospitalidade e a indústria do turismo na China geralmente ganham enormes lucros, mas a pandemia COVID-19 resultou no adiamento da maioria das visitas de turistas à China, afetando fortemente a indústria do turismo na China. Além disso, foi revelado o impacto positivo nas agências de viagens online, hotéis, bares, restaurantes e outras agências de viagens.

Os estudiosos identificaram o impacto de várias epidemias anteriores na economia e na indústria do turismo. Os estudos anteriores determinaram que tais pandemias têm relativamente menos impacto do que o surto COVID-19 em 2020. As epidemias e pandemias notáveis que influenciaram a economia mundial são a gripe H1N1, SARS, pandemia de HIV/AIDS, vírus Ebola, vírus Zika e, agora, COVID-19. Essas pandemias e epidemias criam enormes perdas econômicas em todo o mundo. A epidemia de SARS foi a doença mais influente na indústria do turismo, pois afetou as viagens aéreas internacionais durante seis meses (CORBARI; GRIMM, 2020).

No entanto, o surto de COVID-19 pode causar influências relativamente maiores do que outras pandemias anteriores. Como a epidemia de COVID-19 se espalhou globalmente, as chegadas de turistas internacionais devem diminuir em até 30% em 2020, com uma perda de receita mundial do turismo de US $ 450 bilhões (OIT, 2020). Isso é dez vezes mais do que o impacto financeiro global da epidemia de SARS. Assim, pode-se concluir que o surto COVID-19 deve impactar criticamente o turismo internacional em comparação com as pandemias e surtos anteriores no mundo.

O declínio da indústria do turismo pode impactar severamente o emprego e a renda da cadeia de abastecimento. Os países que dependem fortemente do setor de turismo podem experimentar recessões maciças no mercado de trabalho e no PIB do país. Os principais subsetores envolvidos com o setor de turismo são saúde, financeiro, construção, comércio, transporte aéreo, hospedagem, alimentos e bebidas, transporte e comunicação. Assim, todos esses subsetores são influenciados negativamente pelo declínio do setor do turismo (UNCTD, 2020). De acordo com o WTTC (2020), é mais provável que a indústria do turismo se recupere mais lentamente do que os outros setores da economia, pois as pandemias anteriores levaram mais de 19 meses para se recuperar.

O impacto do COVID-19 no desenvolvimento econômico será menos discutido por futuros estudiosos devido à falta de disponibilidade de dados. Uma quantidade considerável de estudos está disponível sobre o crescimento negativo de economias com a influência do surto COVID-19 (UNCTAD, 2020). Entre eles, apenas alguns estudiosos identificaram o impacto negativo da indústria do turismo global devido à pandemia COVID-19. Portanto, a presente literatura é muito necessária para revisar o impacto do coronavírus na indústria do turismo, uma vez que o turismo é um dos setores mais significativos nas economias em desenvolvimento e desenvolvidas no mundo. Os resultados podem ajudar a superar choques econômicos que ocorrem devido à pandemia COVID-19.

Com base nas descobertas teóricas e empíricas acima sobre COVID-19 e a indústria do turismo, o principal argumento do estudo pode ser desenvolvido da seguinte forma: A pandemia de COVID-19 é o choque econômico severo mais comumente identificado em todos os condados do mundo. Isso criou perdas financeiras globais críticas, apenas em seis meses. O turismo internacional enfrentou a situação mais vulnerável com a pandemia devido a restrições de viagens, distanciamento social e políticas de quarentena, uma característica comum dos principais governos. Nesse sentido, o setor de turismo poderia ser identificado como o setor mais severa e negativamente afetado pelos choques econômicos imprevistos nos países. Assim, este estudo aborda o impacto da pandemia COVID-19 na indústria do turismo para determinar estratégias de crescimento que abordem os desafios das economias e tolerem o setor do turismo em meio à epidemia.

Metodologia

Esta revisão usou dados secundários para análise. Como primeira etapa da pesquisa secundária, o estudo desenvolveu uma questão de pesquisa; “Qual é o impacto do surto de COVID-19 na indústria do turismo no mundo?” O pesquisador então detectou, avaliou e preparou uma conclusão sobre o conjunto de dados secundários. O estudo utilizou principalmente revisões, artigos de periódicos e relatórios da OIT, 2020a, 2020b; UNCTAD, 2020 e Banco Mundial, 2020. Além disso, artigos de notícias e páginas da web foram encaminhados para coletar as fontes secundárias de dados. Como primeira etapa do processo de análise, uma revisão da literatura foi conduzida na Seção 2 usando os artigos de periódicos e vários relatórios disponíveis para o pesquisador. Os dados estatísticos coletados nos relatórios foram usados para analisar o impacto do coronavírus na indústria do turismo. Assim, a análise descritiva sobre a indústria do turismo e outros setores de apoio à indústria foi realizada a partir dos dados disponíveis.

Discussão

Globalmente, o surto de COVID-19 cria uma situação mais arriscada na indústria do turismo. Como muitos governos impõem restrições às viagens, a indústria do turismo enfrentou uma depressão em relação a outros setores do mundo.

Chegadas de turistas internacionais

O surto de COVID-19 criou desafios críticos para o setor de turismo global. Assim, a OIT estima que as chegadas globais de turistas internacionais podem diminuir entre 20% a 30%, com uma perda de US $ 30 a 50 bilhões. Os dados disponíveis na OIT apontam para uma redução de 22% nas chegadas de turistas internacionais no primeiro trimestre de 2020, com uma redução de 57% nas chegadas de turistas em março. Isso representa uma perda de 67 milhões de entradas internacionais no primeiro trimestre de 2020 em comparação com o mesmo período do ano passado. No caso das regiões, Ásia e região do Pacífico, a primeira região a sofrer o impacto do COVID-19, experimentou uma redução de 35% nas chegadas de turistas no primeiro trimestre de 2020. Com uma queda de 19% nas chegadas de turistas, Europa foi a segunda região mais afetada na indústria do turismo.

As informações sobre chegadas internacionais de turistas em 2020 por meses foram difíceis de coletar devido à falta de dados disponíveis. As chegadas de turistas estrangeiros podem ser avaliadas pelos dados de chegadas de turistas internacionais nos anos de 2019 e 2020.

De acordo com os dados da OIT, as chegadas de turistas internacionais diminuíram drasticamente em 2020. A variação percentual das chegadas de turistas pelas regiões do mundo é apresentada com os dados disponíveis da OIT.

Conforme explicado na revisão da literatura, o declínio da indústria do turismo pode impactar vários setores da economia, especialmente a indústria de hospitalidade e viagens aéreas que apoia a indústria do turismo. O impacto em cada setor com a disseminação do COVID-19 é demonstrado nas seções a seguir.

Indústria de viagens aéreas

O setor de viagens aéreas é um dos setores mais afetados em termos de receita devido ao surto de COVID-19. É comum na maioria dos países com restrições de viagens, proibições de viagens e cancelamentos de voos com o problema do coronavírus. Os dados disponíveis da Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO) indicam uma redução de 38% na capacidade aérea total mundial em março de 2020. De acordo com os dados da ICAO, o número de passageiros internacionais diminuiu de 44% para 80% em 2020 devido ao COVID- 19 surto (OIT, 2020). As reservas aéreas mostram o maior declínio em todo o mundo. Ásia e região do Pacífico (-98%) mostram a maior queda e começaram a diminuir mais cedo, com a introdução de restrições de viagens na China. As reservas aéreas da Europa (-76%), Américas (-67%), África e Oriente Médio (-65%) tiveram quedas severas no primeiro trimestre de 2020 (UNWTO, 2020). A IATA prevê um prejuízo total de 113 bilhões de US $ para a indústria aérea.

Indústria da Hospitalidade

Hotéis em todo o mundo enfrentam cancelamentos de reservas devido à situação de pandemia. Com isso, a indústria hoteleira perdeu US $ 150 bilhões, afetando principalmente os funcionários do setor. Assim, o impacto do surto de COVID-19 no setor de hospitalidade pode ser avaliado usando cancelamentos de reserva de quarto e o status dos trabalhadores do setor hoteleiro. A indústria hoteleira em todas as regiões do mundo registrou uma queda maciça na receita global por quarto disponível, por exemplo, Ásia (-67,8%) e Europa (-61,7%). Além disso, as ocupações globais nos países diminuíram significativamente em março de 2020, de 20% para mais de 70% em todo o mundo (UNWTO, 2020).

A relação negativa entre surtos de vírus no setor do turismo foi ilustrada por estudos anteriores baseados no vírus Ebola e no surto de SARS (MOURA; FELICIANO, 2020). A epidemia de COVID-19 é o surto de vírus mais grave, que influencia profundamente a economia mundial em comparação com os surtos anteriores. Os dados da OIT ilustraram ainda que 850 milhões a 1,1 bilhão a menos de chegadas de turistas internacionais com uma perda de receitas de exportação do turismo de 910 bilhões de US $ a 1,2 trilhão de US $ em 2020 devido à epidemia de coronavírus em todo o mundo. Também destacou que 100 a 120 milhões de empregos diretos no turismo estão em risco. Os resultados acima revelaram uma relação negativa entre o surto de COVID-19 e o setor do turismo.

Considerações

Este estudo enfoca o impacto do surto COVID-19 na indústria de turismo mundial. O surto de COVID-19 é uma nova pandemia que afetou severamente o estilo de vida da maioria das pessoas em todo o mundo. O choque econômico crítico para todas as pessoas e todos os setores na maioria dos países é a característica mais comum do novo coronavírus. COVID-19 tem um impacto significativo no crescimento econômico em todo o mundo e cria uma recessão econômica devido a quarentenas, restrições de viagens e distanciamento social. A Organização das Nações Unidas para o Turismo (OIT) informou que as restrições de 100% às viagens em destinos globais em 2020 foram as que mais afetaram a indústria do turismo, em comparação com as demais profissões. Estudiosos anteriores também avaliaram o impacto negativo de um surto de vírus na indústria do turismo. A indisponibilidade de dados suficientes sobre o surto de COVID-19 é mais desafiadora para apontar uma influência específica na indústria do turismo. O estudo constatou o declínio das chegadas de turistas e da receita turística no mundo e em regiões do mundo em 2020. Ele também avaliou uma queda repentina na indústria de viagens aéreas, na indústria hoteleira e no emprego. Assim, pode-se concluir que a era pandêmica do COVID-19 atingiu fortemente o setor de turismo.

O estudo conclui com mais limitações do que os outros estudos devido aos dados limitados disponíveis sobre o surto de COVID-19. Além disso, o surto ainda está na sociedade, criando graves problemas de saúde e econômicos em todo o mundo. Este estudo terá continuidade no futuro com a disponibilização de dados estatísticos ao pesquisador. O presente estudo conclui com os dados disponíveis atualmente, pois enfrenta dificuldade em reunir dados adequados para a análise.

Referências

. In: DMITRUKHilda Beatriz  (Org.)Cadernos metodológicos:diretrizes da metodologia científica. 5 ed. Chapecó: Argos, 2001123 p.

AFANASIEV, E; AFANASIEVA,VOleg, Alexandra . Indústria do Turismo na Rússia e na Pandemia Global da Covid-19: Ameaças, Contra-Ações, Tendências. Revista Anais Brasileiros de Estudos Turísticos/ABET. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/abet/article/view/33306. Acesso em: 1 abr. 2021.

Ana Cristina FernandesCLEMENTE. Políticas públicas frente aos impactos econômicos da COVID19 no TurismoCENÁRIO, Brasília. Brasília-DF, 2020v.8, n. 14, p.73 p. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/revistacenario/article/download/32210/26423/75820. Acesso em: 2 abr. 2021.

BRITO-HENRIQUES BOAVIDA-PORTUGAL; ARROBASEduardo; Inês; FernandoCOVID-19 e Turismo: danos reputacionais e efeitos da pandemia nos planos de férias e viagensTERRITUR, Policy Brief. 2020. Disponível em: https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/44164/1/Territur%20Policy%20Brief_2020%281%29.pdf. Acesso em: 1 abr. 2021.

CoelhoBeatrizCitação diretadiferença entre citação curta e citação longa nas normas da ABNTBlog Mettzer. Florianópolis, 2021. Disponível em: https://blog.mettzer.com/citacao-direta-curta-longa/. Acesso em: 10 mai. 2021.

CoelhoBeatrizConclusão de trabalho: um guia completo de como fazer em 5 passosBlog Mettzer. Florianópolis, 2020. Disponível em: https://blog.mettzer.com/conclusao-de-trabalho/. Acesso em: 10 mai. 2021.

COELHOBeatrizdiferença entre citação curta e citação longa nas normas da ABNT Trabalho de Conclusão de Curso. Disponível em: . Acesso em: 4 set. 2021.

CoelhoBeatrizIntrodução:aprenda como fazer para seu trabalho acadêmicoBlog Mettzer. Florianópolis, 2021. Disponível em: https://blog.mettzer.com/introducao-tcc/. Acesso em: 10 mai. 2021.

Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNWTO)Tourism and Covid-19. 2020. Disponível em: https://www.unwto.org/tourism-covid-19. Acesso em: 2 abr. 2021.

Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC)Travel and Tourism Economic Impact. World Travel and Tourism Council. London, 2020. Disponível em: https://www.wttc.org/- /media/files/reports/economic-impact-research/regions-2020.pdf. Acesso em: 2 abr. 2021.

Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC)Travel and Tourism Economic Impact. World Travel and Tourism Council. London, 2017. Disponível em: https://www.wttc.org/-/media/files/reports/economic-impact-research/regions-2017.pdf. Acesso em: 2 abr. 2021.

CORBARI, GRIMMSandra; Isabel. A pandemia de COVID-19 e os impactos no setor do turismo em Curitiba (PR):uma análise preliminar. Ateliê do Turismo. Campo Grande/MS, 2020p. v. 4, n. 2.(1), p. 1-26. Disponível em: https://periodicos.ufms.br/index.php/adturismo/article/view/11284/8435. Acesso em: 2 abr. 2021.

DMITRUKHilda Beatriz (Org.)Cadernos metodológicosdiretrizes da metodologia científica. 5 ed. Chapecó: Argos, 2001123 p.

MELOGuilhermeA Coronacrise: natureza, impactos e medidas de enfrentamento no Brasil e no mundo. Centro de Estudos de Conjuntura e Política Econômica - IE/UNICAMP. 2020. Disponível em: https://www.eco.unicamp.br/images/arquivos/nota_cecon_coronacrise_natureza_impactos_e_medidas_de_enfrentamento.pdf. Acesso em: 2 abr. 2021.

MettzerO melhor editor para trabalhos acadêmicos já feito no mundoMettzer. Florianópolis, 2016. Disponível em: http://www.mettzer.com/. Acesso em: 20 ago. 2016.

MOURA; FELICIANO, Danielle; Greice. Impactos da COVID-19 no setor do turismo de Mato Grosso do Sul. São Luís, 2020p. 50- 72. Disponível em: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/turismoecidades/article/view/14653/8075. Acesso em: 2 abr. 2021.

NaínaTumeleroTCC pronto em apenas 5 passosdo início à defesa. 2019. Disponível em: https://blog.mettzer.com/tcc-pronto/. Acesso em: 11 mai. 2021.

Organização Internacional do Trabalho (OIT)Glossary of tourism terms. 2020. Disponível em: https://www.unwto.org/glossary-tourismterms. Acesso em: 4 set. 2021.

UNCTADImpact of the Coronavirus Outbreak on Global FDI. Inglaterra, 2020. Disponível em: https://unctad.org/en/PublicationsLibrary/diaeinf2020d2_en.pdf?user=1653.. Acesso em: 2 abr. 2021.

World Bank Annual ReportWorld Bank Group. Washington, D.C, 2017. Disponível em: http://documents.worldbank.org/curated/en/143021506909711004/World-Bank-AnnualReport-2017. Acesso em: 2 abr. 2021.

Use agora o Mettzer em todos
os seus trabalhos acadêmicos

Economize 40% do seu tempo de produção científica