PROJETO ANDREIA

Centro de Profissionalização e Educação Técnica

PROJETO ANDREIA

ANDREIA CRISTINA CAMPOS LOPES

Coorientador: Tutores Tur

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo analisar a representatividade cultural do Festival de Inverno em Campos do Jordão, na região turística da Serra da Mantiqueira, bem como verificar o perfil do participante do evento, buscando compreender o tipo de relação que o evento estabelece com o município, já que o festival tem como finalidade o resgate e a divulgação da cultura e da gastronomia em Campos do Jordão.
Como percurso investigativo, utilizou-se de pesquisa bibliografia, coleta de dados por meios de entrevistas e aplicação de questionários, com questões estruturadas, com o intuito de entender se o festival contribui de forma significativa para o desenvolvimento da cidade, além de identificar o perfil dos frequentadores do evento. Após a análise dos dados coletados, constatou-se que a festa não possui uma grande representatividade para os moradores de Campos do Jordão, porem desempenha um importante papel para o desenvolvimento do turismo na cidade, pois o evento atrai milhares de pessoas de todas as idades em todos os anos.



Palavras-chave: Festival de Inverno, Turismo de Eventos, Gastronomia, Identidade Cultural

Abstract

This paper aims to analyze the cultural representativeness of the Winter Festival in Campos do Jordão, in the tourist region of Serra da Mantiqueira, as well as to verify the profile of the event's participant, seeking to understand the type of relationship that the event establishes with the municipality. , as the festival aims to rescue and disseminate culture and gastronomy in Campos do Jordão.
As an investigative path, we used bibliographic research, data collection through interviews and questionnaires, with structured questions, in order to understand if the festival significantly contributes to the development of the city, in addition to identifying the profile of the event's attendees. After analyzing the data collected, it was found that the party does not have a great representation for the residents of Campos do Jordão, but plays an important role in the development of tourism in the city, as the event attracts thousands of people of all ages in every year.

Keywords: Winter Festival, Event Tourism, Gastronomy, Cultural Identity

Introdução

O turismo na atualidade tornou-se uma atividade marcante e significativa para a economia mundial. Vários são os motivos do aumento da demanda de pessoas à procura de viagens, seja a negócios, lazer ou eventos, e consequentemente aumentando a demanda, a oferta também precisou ser ampliada, com a melhoria da infraestrutura das cidades, construção de hotéis, centros de eventos, parques temáticos, entre outros. Com este aumento, houve a necessidade de planejamento da atividade turística, uma vez que os espaços estão sendo ocupados rapidamente, e os recursos precisam ser gerenciados para o correto aproveitamento dos destinos que trabalham com o turismo.

O plano aponta como objetivo principal à consolidação do Lazer Integrado, através do turismo, cultura e esporte, como forma de estruturar uma gestão eficaz no sentido de atender às necessidades dos diversos agentes envolvidos no processo. O plano ainda busca prover os incentivos necessários para estimular a implantação e maximizar os benefícios socioeconômicos e minimizar os custos, visando o bem-estar das comunidades e à rentabilidade dos empreendimentos do setor; busca atrair investimentos nacionais e estrangeiros.

Na Região turística da Serra da Mantiqueira, na cidade de Campos do Jordão – denominação adotada para o Festival de Inverno, o desenvolvimento do turismo é notável. Trata-se de uma região que atrai muitos turistas, tendo cidades como Cunha, Campos do Jordão, consideradas os polos de turismo do Estado, que é muito procurado, principalmente pela região ter o clima de frio. A importância turística da região para o Estado aponta a necessidade de um adequado planejamento e organização do turismo, por parte dos órgãos responsáveis pelo turismo.

Acredita-se na viabilidade da pesquisa pela variedade de autores e referencias bibliográficas sobre o tema que reforçam a importância do turismo e a realização do evento na região. 

Certas da originalidade da pesquisa e por se tratar de um tema que poderá servir de base de informação para novos estudos e como instrumento de informação e discussão posteriores é que damos sequencia a esse estudo. 

Desenvolvimento

Para o desenvolvimento deste documento foram realizadas pesquisas bibliográficas de fontes especializadas, artigos de revistas e matérias de sites online. Encontra-se dividido em três capítulos, onde: o primeiro fala sobre os conceitos e definições dos temas a bordados; o segundo trata sobre megaeventos e festivais da cidade; o terceiro sobre um estudo de caso do Festival de Inverno, um dos maiores festivais de musicas da Serra da Mantiqueira. 

Faça os os testes abaixo para aprender algumas dicas de uso do editor:

Selecione o parágrafo inteiro a seguir e quando abrir a barra de ferramentas, clique na opção Transformar em Citação Direta Longa. Pronto, o parágrafo será recuado em 4 centímetros, com a fonte no tamanho 10, perfeitamente de acordo com as Normas da ABNT e sem complicações.

A pesquisa bibliográfica é o primeiro passo de um trabalho científico. Por meio dela é possível coletar e verificar a parte teórica sobre os temas e assuntos que serão de interesse no andamento do trabalho científico (DMITRUK, 2001).

 

conceitos e definições

Todo ano acontece o Festival de Inverno Campos de Jordão, que é o maior evento de música clássica no país e na América Latina. O festival acontece sempre no mês de julho e reúne grandes nomes da música clássica e das artes para um evento que dura cerca de 30 dias.

Como na edição de 2019, que bateu recorde de público com 151 mil espectadores e 133 concertos em 9 palcos, durante 153 horas de música, a programação artística do Festival continua estruturada em dois eixos musicais principais: Clássico, com curadoria da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo — Osesp, e Popular-Sinfônico, com curadoria da Jazz Sinfônica Brasil – que, assim como a Osesp, é um corpo artístico da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

O Festival de Inverno de Campos do Jordão é um programa do Governo do Estado de São Paulo, realizado por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e pela Fundação Osesp. Tem direção executiva de Marcelo Lopes, direção artística de Arthur Nestrovski e coordenação artístico-pedagógica de Fábio Zanon.



TUrismo e suas segmentações   

Os seres humanos sempre são motivados pela natureza do ser, de vido à curiosidade, a experimentar e descobrir. Numa tentativa de tentar entender o mundo, entender a si mesmo, ou procurar o lugar aonde pertencem, pessoas se deslocam de suas áreas de conforto em diferentes localidades à procura d e novas experiências, algo a acrescentar à sua história pessoal, adquirir conhecimentos sobre a vida, sobre o planeta em que vivem, sobre outras culturas e outras pessoas, satisfazer seus desejos e vivenciar momentos únicos que acrescentem valor à sua existência. Este movimento de pessoas causa um fenômeno social, econômico e cultural, e a liado à essa necessidade viver, e não apenas sobreviver, se encontra o Turismo. 

Estes fenômenos sociais são objeto de estudo para vá rias áreas sociológicas, onde cientistas estudam as relações humanas e a s estruturas que caracterizam conflitos sociais, construção de identidades e formação de opiniões. O turismo, desde o início, atua como protagonista de tais movimentos, gerando o intercambio entre culturas e estando presente no desenvolvimento de vários países , seja ele econômico ou social . Embasado nos estudo s de leitura do autor Luiz Renato Ignarra (1999) este deslocamento de pessoas existe desde o s primórdios da humanidade, e ocorre m por diferentes motivos. Nos séculos XV e XVI as nações portuguesas e espanholas se empenharam a descobrir um novo trajeto até o outro lado do continente, com objetivo de lucrar com o comércio de especiarias. Assim, se deram início as Grandes Navegações e consequentemente, à s grandes descobertas do milênio devido ao interesse no turismo de negócios. Na tradição cristã, os Três Reis Magos percorreram um extenso caminho, vindos do Leste, seguindo uma estrela até encontrarem o menino Jesus Cristo, à quem deram especiarias como ouro, incenso e m irra. Este, sendo um exemplo de motivação ao turismo religioso, no qual fez parte da história do catolicismo, junto com tantas outras peregrinações movidas pela fé. Já as viagens concebidas com intuitos de saúde são atividades muito antigas na história da humanidade, em várias culturas diferentes. Tratamentos medicinais eram motivo de deslocamento de pessoas à procura da água do m ar, como os 16 famosos banhos Romanos e Turcos, que ficaram famosos ao longo dos anos por trazerem propriedades revitalizastes e curas espirituais. Estes sã o apenas alguns dos motivos dos quais as viagens acabaram tendo um papel importante desde os tempos m ais antigos, sendo eles à interesse de negócios, aventuras, religião, saúde, entre muitos outros. Mas o estudo a seguir f oca em um tipo específico de viagem, o tipo que se concretiza pela vontade de conhecer um lugar diferente, a viagem de lazer. De acordo com Dumazedier (1973, o.34) o significado de lazer é: 

Conjunto de ocupações à s quais o indivíduo pode entregar -se de livre vontade seja para repousar, seja para divertir- se, recrear -se ou entreter-se ou ainda para desenvolver sua formação desinteressada, sua participação social voluntária, ou sua livre capacidade criador a após livrar -se ou desembaraçar-se das ocupações profissionais, familiares e sociais.


Livre de ocupações profissionais, as pessoas têm tempo para praticar o lazer em suas vidas, tendo a oportunidade de interagir de maneira saudável com a sociedade. O lazer também vem sendo estudado em diversos contextos por várias áreas, por exemplo: Sociologia, Antropologia, Psicologia Comunicação Social, Turismo, etc. Gomes (2004, p.125) que estuda fenômenos culturais, aponta que lazer está ligado diretamente com a cultura, como cita a seguir:


Uma dimensão da cult ura construída por meio da vivência lúdica das manifestações culturais e m um tempo/espaço conquistado pelo sujeito ou grupo social, estabelecendo relações dialéticas c om as necessidades, os deveres e as obrigações, especialmente com o trabalho produtivo.


Já para outro estudioso da área, Marcellino (1995, p.31) incita que a forma de apreciar o tempo de lazer se diferencia pela satisfação da qual a pessoa usufrui de determinada atividade:


... cultura, compreendida no s eu sentido mais amplo, vivenciada (praticada ou fruída) no tempo disponível. O importante com o traço definidor é o caráter desinteressado dessa vivência. Não se busca, pelo menos fundamentalmente, outra recompensa além da satisfação provocada pela situação, A disponibilidade de tempo significa possibilidade de opção pela atividade contem platina.


O papel do turismo aliado a esses eventos é aumentar a visibilidade do evento, ao mesmo tempo que divulga e fomenta o mercado turístico local, com o uso de toda a infraestrutura turística criada ou alterada para este propósito. Atualmente, o turismo de eventos constitui uma parte importante da economia internacional. Passagens aéreas, hospedagem e meios de transporte são algumas das muitas despesas que um turista proporciona ao viajar. Em seu livro “Planejamento, Organização e Sustentabilidade em Eventos”, Matias (2011, p.28 ) cita como este segmento é importante economicamente e socialmente para um país:


 Outro estudo que comprova a importância econômica e social da atividade de eventos, principalmente relacionada aos eventos internacionais no Brasil, foi realizado pelo Ministério do Turismo (MTur) e pelo Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) entre setembro de 2007 e janeiro de 2008. 


Os Megaeventos são uma segmentação do mercado de Eventos, e têm igualmente o turismo como seu maior aliado, porém em proporções mais amplas. Vários estudiosos da área têm diferentes definições do termo Megaevento e suas diferentes características. De acordo com Da Costa e Miragaya (2008, p. 36), é um evento de “curta duração, porém, de preparação longa e por vezes intermitente, sempre operando em escala de milhões de participantes.” Deste ponto de vista, pode -se perceber que a magnitude do evento move milhões de pessoas em grande escala, criando um turismo de massa de curto prazo. Para isso, o local escolhido, de acordo com a abrangência do evento, deve contar com estrutura e planejamento da cidade e do turismo receptor, desde incentivar e dar motivação ao turista até o momento pós viagem. 




Selecione as palavras 'Título de teste' acima, quando abrir a barra de tarefas vá em 'títulos' e clique em Título Secundário. Pronto, você criou um novo título, a numeração, paginação e sumário são feitos automaticamente. Confere lá!

MEGAEVENTOS 

Com uma dimensão significantemente maior, Megaeventos são uma segmentação do mercado de Eventos, e têm igualmente o turismo como seu maior aliado, porém em proporções mais amplas. Vários estudiosos da área têm diferentes definições do termo Megaevento e suas diferentes características. De acordo com Da Costa e Miragaya (2008, p. 36), é um evento de “curta duração, porém, de preparação longa e por vezes intermitente, sempre  operando em escala de milhões de participantes.” Deste ponto de vista, pode -se perceber que a magnitude do evento move milhões de pessoa s em grande escala, criando um turismo de massa de curto prazo. Para isso, o local escolhido, de acordo com a abrangência do evento, deve contar com estrutura e planejamento da cidade e do turismo receptor, desde incentivar e dar motivação ao turista até o momento pós viagem. Já Roche (1994, p.19) define Megaeventos como: “um acontecimento de curta duração, com resultados permanentes por longo tempo nas cidades e/ou países que o sediam e está associado à criação de infraestrutura e comodidades para o evento”.

Para que um Megaevento seja possível e realizável, a s cidades que os recebem, geralmente cidades globais, devem ter um preparo prévio, um planejamento bem estruturado em diferentes áreas, com uma infraestrutura e prestação de serviços adequada, em relação à mobilidade urbana, segurança, a acessibilidade , energia, telecomunicações e tecnologias de informação.

Essa adequação da infraestrutura , em prol da organização da cidade para o recebimento de um evento deste porte, desenvolve consequentemente não somente a infraestrutura turística, mas também outros aspectos da cidade que não sã o especificamente turísticos, e que acabam sendo benefícios para os moradores locais, criando consequências de longa duração para a cidade que se responsabiliza pelo evento. Estes benefícios e pontos positivos com relação à infraestrutura da cidade pela realização de Megaeventos são chamados de Legados. Os Legados têm um grande histórico no desenvolvimento de cidades, principalmente as que realizaram um Megaevento esportivo, que são de maior popularidade atualmente. Com o exemplo, a cidade de Londres sediou três eventos Olímpicos e Paraolímpicos, em diferentes épocas de sua história. No momento da segunda Olimpíada sediada pela cidade, em 1948, estava em acontecimento a Segunda Guerra Mundial, onde tiveram um momento de muitas dificuldades para ser responsável por tal evento. Porém, em 2012, o evento foi realizado de forma bem -sucedida, tendo a oportunidade de mostra r ao mundo como tiveram capacidade de sediar novamente um Megaevento Esportivo. Esta oportunidade proporcionou revitalizações nas áreas que sofreram de alguma maneira com as fatalidades da Segunda Guerra, trazendo para a cidade um papel de superação e deixando um legado para os moradores e visitante s futuros. 

Festivais de Música 

Os primeiros registros de festivais, foram os de musica, e nos remetem à Grécia Antiga. Para os gregos, a música era uma riqueza que deveria ser cultivada a fim de promover o bem estar social. O ensino musical era garantido aos cidadãos e, em diversas ocasiões, promoviam-se apresentações públicas e concursos entre os artistas.

O Festival também pode ser caracterizado como um evento em que pese fatores artístico-culturais, composto de apresentações previamente selecionadas, com o objetivo de competição, divulgação ou promoção comercial. Tem frequência variável e pode acontecer em ambientes abertos ou fechados (TENAN, 2002).

O Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão Dr. Luís Arrobas Martins é um grande festival de música erudita do Brasil. Acontece todos os anos no mês de julho, no Auditório Cláudio Santoro, localizado em Campos do Jordão, no estado de São Paulo.

Foi idealizado em 1970 pelo então secretário estadual da Fazenda, Luis Arrobas Martins e inspirado no Festival de Tanglewood.


É considerado o maior festival de música clássica do país, e leva a Campos do Jordão alunos bolsistas que passam um mês estudando com importantes nomes da música nacional e internacional. Paralelamente às atividades pedagógicas, há uma intensa programação com convidados que se apresentam em diferentes lugares da cidade.

O festival realiza diversos cursos de formação musical, focados na Prática Orquestral, mas abrangendo também Piano, Violão, Canto e Regência, além da prática de Música de Câmara. Curso de Composição será retomado em 2013. Instituições conveniadas incluem a Royal Academy of Music (Londres), Peabody Institute (Baltimore) e Conservatórios de Amsterdã e Haia.

O Festival realiza também cerca de 60 apresentações de importantes orquestras, grupos de câmara e recitais nos principais teatros e espaços da cidade, entre eles, o Auditório Cláudio Santoro, Sala São Paulo, Palácio Boa Vista, Igreja de Santa Teresinha, Igreja São Benedito e a Praça Capivari, onde acontecem os concertos ao ar livre para milhares de pessoas. A lista de artistas e professores convidados inclui vários grandes nomes do cenário brasileiro e internacional, como Nelson Freire, Antônio Meneses, Sarah Chang, Jacques Zoon, Giancarlo Guerreiro, Johannes Moser, Ole Edward Antonsen e a própria Marin Alsop.

Sempre que você começar um novo parágrafo aparecerá uma barra de tarefas especial para você adicionar ilustrações. Após adicionadas, as ilustrações serão enumeradas, enviadas para a lista e paginadas automaticamente. Sempre que você parar de digitar aparecerá uma pequena barra de tarefas para você adicionar uma referência na citação, assim você poderá se certificar que todo conteúdo citado no trabalho foi adicionado na lista de referências.

Figura 1 — Exemplo de citação direta curta no texto
Exemplo de citação direta curta no textoCoelho (2021)

Figura 2 — Exemplo de citação direta longa no texto
Exemplo de citação direta longa no textoCoelho (2021)








Conclusão

Em virtude dos fatos mencionados, nota-se que a importância e o crescimento do turismo no mundo todo. 

Em questão de serviços turísticos, cerca de 51% do público do festival ficaram hospedado em hotéis, pousadas, albergues e apartamentos ou casas alugadas , ocupando significativamente grande parte da rede hoteleira na cidade. Dentre os dias hospedados na cidade, os turistas, em sua grande maioria, visitaram pontos turísticos e tiraram um tempo para curtir o visual paradisíaco dos pontos altos da cidade. Muitos também frequentaram casas noturnas e fizeram compras em Galerias.

O festival além de atrair milhares de turistas para o evento. Contribui para o emprego direto e indireto na cidade. Por ser um evento que acontece nos meses de junho a agosto, clima de frio. Os comerciantes atuam firmes para fazer renda nesse período, pois é a época que a cidade fica lotada.

O custo de vida na cidade é elevado, pois os produtos vem tudo de fora, o que encarece o custo de vida dos moradores. Portanto, eles não consomem nestes eventos, por conta dos valores altos.  

Os moradores nesta época do ano, costumam curtir nas cidades vizinhas, onde conseguem participar de festas sem comprometer o custo de vida. 

Os Festivais geram uma economia de extrema importância para a cidade, onde hotéis, pousadas, comércios, ficam com capacidade máxima, durante os 90 dias. 

O maior descontentamento dos participantes em relação à cidade de Campos do Jordão, foram os preços altos, seguidas por limpeza urbana, segurança e a falta de informações e sinalizações turísticas.

Toda essa informação realizada pela pesquisa é extremamente importante para os organizadores do evento e para a organização turística da cidade, como instrumento de pesquisa para obter o máximo de desempenho da relação entre a cidade, o festival e o turismo, visando potencializar os efeitos positivos e minimizar os negativos.

É interessante observar o contraste que o cenário da música brasileira vem passando ao longo dos anos. Na ditadura militar, que ocorreu na década de 60, os artistas musicais se destacaram usando sua arte como uma ferramenta de comunicação para lutar contra a o pressão, sendo alguns presos, torturados e exilados por transmitiram suas ideias de revolução para a nação.

Hoje em dia, com a liberdade de expressão e o livre arbítrio que o capitalismo proporciona, o Brasil agora é palco de um dos maiores festivais de música do mundo. E a música, que sempre esteve presente como um veículo de comunicação poderosíssimo que promove mudanças com ar de esperança, hoje não é diferente.             O Festival de Inverno, no auge do seu sucesso em seu terceiro festival, iniciou um projeto que mudaria para sempre o conceito do festival, unindo o poder da música com questões socioculturais. Além do entretenimento musical, a missão do Festival de Inverno, é melhorar a cada ano e atrair mais turistas para a região. 

O Festival de Inverno, é um exemplo de empreendimento, que explora o melhor da música. Por isso é tão importante o incentivo à arte, em projetos como a Lei Rouanet, para o Brasil e para o Mundo . A arte é um instrumento que transmite pensamentos e ideias que ajudam no crescimento pessoal de cada pessoa, e consequentemente, do mundo inteiro. Esse empreendimento sustentável que procura produzir resultados positivos e não visa apenas retorno econômico é o tipo de projeto que o mercado necessita para o futuro. Com incentivo e planejamento correto, os Festivais de Música podem, de fato, tornar o mundo um lugar melhor.

Conclusão é o espaço onde você deve apresentar os resultados e aprendizados do seu trabalho Quer dicas para escrever uma boa conclusão e fechar seu trabalho com chave de ouro?

  • Tempo verbal: a conclusão deve ser escrita no passado, com exceção do último parágrafo que responde à pergunta de pesquisa que pode ser no presente.
  • Estrutura: Contextualização inicial para apresentar o problema e ressaltar a importância do trabalho, pequeno parágrafo para conclusão de cada título, parágrafo sobre metodologia, um parágrafo que responde ao problema de pesquisa e para impressionar a banca você pode incluir um último parágrafo (que é opcional) com sugestões para a continuidade ou aprofundamento da pesquisa.
  • Quando escrever: o quanto antes melhor, você pode ir separando ideias e argumentos na medida em que forem aparecendo, principalmente novos conceitos e conexões. Isso vai ajudar a lembrar dos principais pontos do trabalho para construir uma conclusão completa.
  • Se você deixou a conclusão por último, faça uma leitura dinâmica desde o primeiro título do trabalho e selecione alguns conceitos e conexões, isso vai ajudar a refrescar sua memória.

Boa sorte e sucesso na entrega!


Referências

CoelhoBeatrizCitação diretadiferença entre citação curta e citação longa nas normas da ABNTBlog Mettzer. Florianópolis, 2021. Disponível em: https://blog.mettzer.com/citacao-direta-curta-longa/. Acesso em: 10 mai. 2021.

CoelhoBeatrizConclusão de trabalho: um guia completo de como fazer em 5 passosBlog Mettzer. Florianópolis, 2020. Disponível em: https://blog.mettzer.com/conclusao-de-trabalho/. Acesso em: 10 mai. 2021.

CoelhoBeatrizIntrodução:aprenda como fazer para seu trabalho acadêmicoBlog Mettzer. Florianópolis, 2021. Disponível em: https://blog.mettzer.com/introducao-tcc/. Acesso em: 10 mai. 2021.

DMITRUKHilda Beatriz (Org.)Cadernos metodológicosdiretrizes da metodologia científica. 5 ed. Chapecó: Argos, 2001123 p.

MettzerO melhor editor para trabalhos acadêmicos já feito no mundoMettzer. Florianópolis, 2016. Disponível em: http://www.mettzer.com/. Acesso em: 21 ago. 2016.

NaínaTumeleroTCC pronto em apenas 5 passosdo início à defesa. 2019. Disponível em: https://blog.mettzer.com/tcc-pronto/. Acesso em: 11 mai. 2021.

Use agora o Mettzer em todos
os seus trabalhos acadêmicos

Economize 40% do seu tempo de produção científica