PIB TEM A QUEDA HISTÓRICA DE 9,7% NO BRASIL

Universidade Unigranrio

Economia

Administração

PIB TEM A QUEDA HISTÓRICA DE 9,7% NO BRASIL

FERNANDO MAINENTI

Matricula: 2037885

Introdução

Examinando a unidade de ensino 5 e 7 iremos averiguar respetivas perguntas e fazer um analise dos fatos, para um melhor entendimento sobre o PIB no Brasil e a sua queda histórica causa pela pandemia da COVID-19.

Examinando as questões

1 - Explique de forma fundamenta da (baseado nos ensinamentos da unidade05) e considerando o conceito de PIB o que o título da reportagem selecionada para a atividade significa.( aqui há dois conceitos econômicos de grande importância: o PIB e recessão, explicada na unidade 07 ) 

  • PIB é o Produto Interno Bruto, representado em valores monetários, tudo o que é produzido em um país, o somatório de todos os bens e serviços finais de um país. 

Nosso PIB é a maior riqueza do Brasil, conforme vemos o crescimento da economia, vemos o crescimento do PIB também, devido a má administração, quedas constantes na economia são visualizadas de forma negativa, esse ano tivemos mais um motivo para que nosso país entre em recesso: a pandemia. Isso acarretou muitos problemas: o governo precisou tirar dinheiro de outros setores para que os menos favorecidos não sofressem ainda mais com o desemprego, e algumas empresas e indústrias viram uma “oportunidade” para aumentar os valores dos produtos fornecidos, exemplo foi a fornecedora de energia de meu estado, aumentou em 8% sem motivos aparentes. 

O Procon entrou em ação e tiveram que cancelar/adiar o aumento. Devido a taxa de emprego ser maior, muitos não tem dinheiro para a alimentação, vestuário ou necessidades básicas, desencadeando o problema de não girar a economia, muitos produtos ficam parados e nosso país entra em recesso econômico, tendo que ter muita cautela para investir em algo ou “manobrar” a aplicação do dinheiro público. 

A pandemia da Covid-19 provocou um tombo histórico do PIB brasileiro no segundo trimestre. A queda foi de 9,7% em relação aos três primeiros meses de 2020. Com o resultado, a economia entrou em recessão técnica, já que no primeiro trimestre, o PIB também já foi negativo. 

O péssimo desempenho do setor de serviços, que tem o maior peso no PIB, segue como o mais afetado pela pandemia, isso porque diversas atividades permanecem com restrições. De tudo isso, o que mais pesa no resultado do PIB é a queda nos serviços, já que o setor representa 65% da economia brasileira. O setor de serviços teve queda de 9,7% no segundo trimestre, na comparação com o primeiro. Foi a maior já registrada pelo IBGE. A indústria caiu ainda mais: 12,3%. Recorde também. Enquanto a agropecuária cresceu pouco: 0,4%.



2 - A unidade 05 traz mais uma vez o modelo do fluxo circular da renda e da moeda. Responda de forma fundamentada (com base em nossa unidade 05) se o modelo consegue explicar o fato econômico relatado pelo artigo selecionado para a atividade. 

  •  O fluxo circular da renda e da moeda representa a maneira ideal da moeda circular em um país, tudo em equilíbrio perfeito. As empresas produzem o suficiente para suprir as necessidades das famílias, estas compras apenas o que é necessário para sobreviver, tendo a distribuição perfeita da renda e produtos por cada indivíduo. Mas como vemos na apostila e noticiários, nosso ciclo perfeito não está tão perfeito assim: nossa economia parou literalmente, pois, devido a crise financeira por conta da pandemia, infelizmente, muitas pessoas perderam os empregos e várias empresas tiveram que fechar as portas.



3 - Leia atentamente a sentença abaixo e responda, com base nos ensinamentos da  unidade 05 e do texto selecionado para a atividade ( de forma justificada) se ela é VERDADEIRA ou FALSA. 

“ O fato de o artigo selecionado para a atividade citar claramente as categorias bens e serviços públicos, bens e serviços intermediários e bens e serviços de capital, mostra que a ótica do PIB pela produção tem maior importância do que as demais óticas: a demanda e da renda ”  

  •  Falsa, Na analisando a demanda é onde vemos o valor total da aquisição de bens e serviços do consumo, de capital e públicos adicionando os bens exportados. Essa é a identidade macroeconômica mais importante. Ambas são importantes para o calculo do PIB, a renda é importante para obter uma base de como é economia e através dela, saberemos como está a demanda dos consumos. Os bens e de serviços, à geração de renda, ao uso de recursos, ao comportamento dos preços e ao comércio exterior, de modo a traçar planos para o crescimento da economia e da oferta de empregos, além da estabilidade de preços e manutenção da inflação sob controle. A estrutura de análise da macroeconomia costuma ser composta por cinco mercados. Mercado de Bens e Serviços: responsável pela determinação do nível de produção agregada, bem como o nível de preços.



4 - Leia atentamente ao trecho abaixo:

“ (...) Há algumas diferenças no Brasil. Primeiro, o programa de transferência de renda para as pessoas mais vulneráveis, o auxílio emergencial, foi acima da média da região. Isso é consumo na veia, a renda das pessoas mais pobres aumentou, impedindo uma recessão mais profunda (...)” , explica Silva Matos, economista e pesquisadora sênior da área de Economia Aplicada do FGV/Ibre. 

Há um importante conceito econômico citado no trecho acima: que conceito é esse? Defina-o de forma fundamentada, e responda qual a importância da renda sobre ele . 


  • É o conceito da distribuição de renda, onde deve ser distribuída de maneira equitativa e socialmente justa para que todos tenham as mesmas oportunidades. Esse é o ideal, mas infelizmente não o real, apesar do governo se esforçar para diminuir a desigualdade entre os brasileiros, ainda estamos muito longe da realidade que uma sociedade vive bem e feliz. Precisamos de mão de obra qualificada e muitas vezes essa qualificação ainda é cara para muitos, imagina para quem está desempregado e vivendo com o auxílio do governo e precisa pagar aluguel e alimentação, infelizmente deixará os estudos para depois. Os setores que não para  são da alimentação e saúde, que apesar da crise, são essenciais, foram os que se mantiveram firmes com a recessão.




 

Conclusão

Esse trabalho apresentou diversos conceito sobre o PIB e o que está  acontecendo na realidade do nosso País hoje, e há uma má administração acontecendo no abito a um nível nacional! Existem muitas coisas que fazem o País andar para frente, mas hoje, devido a pandemia, infelizmente nosso país parou. 

E estamos sofrendo com essa desastrosa queda do PIB em nossa sociedade, porém com a espera que conseguiremos nos anos seguintes a recuperação do PIB,  e que aconteça um plano econômico de recuperação para o País de uma forma justa para todos.

Referências

. Disponível em: http://sitramico-rj.org.br/2020/09/02/pib-tem-queda-historica-de-97-no-segundo-trimestre-e-pandemia-arrasta-o-brasil-para-recessao/. Acesso em: 6 nov. 2020.

. Disponível em: https://brasil.elpais.com/economia/2020-09-01/pib-tem-queda-historica-de-97-no-segundo-trimestre-e-pandemia-arrasta-o-brasil-para-recessao.html. Acesso em: 6 nov. 2020.

. Disponível em: https://cnts.org.br/noticias/pib-tem-queda-historica-de-97-no-segundo-trimestre-e-pandemia-arrasta-o-brasil-para-recessao/. Acesso em: 6 nov. 2020.

. Disponível em: https://learn-us-east-1-prod-fleet01-xythos.s3.amazonaws.com/5e011b64029df/3155974?response-cache-control=private%2C%20max-age%3D21600&response-content-disposition=inline%3B%20filename%2A%3DUTF-8%27%27Texto%2520Base%2520-%2520PIB%2520tem%2520queda%2520hist%25C3%25B3rica%2520de%25209%252C7%2525%2520no%2520segundo%2520trimestre%2520e%2520pandemia%2520arrasta%2520o%2520Brasil%2520para%2520recess%25C3%25A3o%25281%2529.pdf&response-content-type=application%2Fpdf&X-Amz-Algorithm=AWS4-HMAC-SHA256&X-Amz-Date=20201106T210000Z&X-Amz-SignedHeaders=host&X-Amz-Expires=21600&X-Amz-Credential=AKIAZH6WM4PL5SJBSTP6%2F20201106%2Fus-east-1%2Fs3%2Faws4_request&X-Amz-Signature=4f906841c5a6bb58ee275e31dd0066be33a27c2a33792a22cb35967f15727e55. Acesso em: 6 nov. 2020.

feito

Use agora o Mettzer em todos
os seus trabalhos acadêmicos

Economize 40% do seu tempo de produção científica