EMPREENDEDORISMO E A CRISE GERADA NAS MÉDIAS E PEQUENAS EMPRESAS:  IMPACTO DA COVID-19 NOS COMÉRCIOS DA SERRA/ES.

FACULDADE CAPIXABA DA SERRA

EMPREENDEDORISMO E A CRISE GERADA NAS MÉDIAS E PEQUENAS EMPRESAS IMPACTO DA COVID-19 NOS COMÉRCIOS DA SERRA/ES.

NYCOLE MENEZES

Orientador (a): Wladimir Lopes de Vasconcelos

Tutor (a): Denise Galdino de Souza Soares

Resumo

O presente estudo tem como objetivo responder uma pesquisa, identificando os principais impactos causados pela pandemia no setor de pequenos negócios na cidade da Serra, Espírito Santo. O objetivo é entender qual foi a dimensão dessa crise para esses empreendedores e quais ações foram tomadas por eles para a sobrevivência, dado a relevância do setor como gerador de emprego e renda. Buscou-se a utilização da pesquisa bibliográfica e a aplicação de questionário a alguns representantes do segmento, para alcançar o objetivo de identificar através da análise dos dados, como os gestores enfrentaram a crise e mantiveram seus negócios em funcionamento, visando compreender mais sobre o mundo empresarial, sua dinâmica e a importância da liderança em tempos turbulentos, como é o caso do período de Pandemia, além de associar o momento atual com as possíveis fases que as organizações podem enfrentar.

Palavras-chave: Impactos. Empreendedorismo. Pandemia. Bares e restaurantes

 INTRODUÇÃO 

Há mais de um ano, os empresários de diversos setores foram obrigados a parar temporariamente com suas atividades, que até então eram responsáveis por movimentar uma parte importante da Grande Vitória. O vazio e o silêncio representam o atual cenário dos locais que viviam lotados de clientes e, agora, tentam se reerguer da crise financeira e dos impactos causados pela pandemia de COVID-19. 

A decretação de quarentena, com fechamentos de empresas e paralisação de linhas de produção, bem como bares, restaurantes e vários outros tipos de serviços, está trazendo um choque na produção, e consequentemente na oferta. A demanda, também é afetada pela suspensão de ventos que gere concentração de pessoas. 

O Fundo Monetário Internacional (FMI), por exemplo, já afirmou que a pandemia do Covid-19 já está levando a economia mundial a uma nova recessão. Os impactos causados pelo vírus já têm um choque maior do que a crise financeira de 2008, para muitos economistas (Ángel Gurría, secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, 2020). 

O setor de bares e restaurantes estima uma redução de 25 mil postos de trabalho desde o início da pandemia do coronavírus no estado. Segundo o presidente do Sindicato dos Bares, Restaurantes e Similares do Espírito Santo (Sindbares), Rodrigo Vervloet, foram cerca de 10.5 mil estabelecimentos que tiveram as atividades definitivamente encerradas, o que equivale a 60% do setor.  

Portanto, considerando a importância das micro e pequenas empresas para o país, o problema de pesquisa que se pretende responder através das informações bibliográficas e a aplicação de questionário a alguns representantes do setor de bares e restaurantes da Grande Vitória, é verificar os principais impactos provocados pela crise pandêmica ao setor, tendo como objetivo, identificar as ações tomadas pelos gestores para o enfrentamento da respectiva crise sanitária.

Justificativa do tema

A escolha do tema deve-se ao momento delicado que todos o brasileiros estão passando no momento, que é a pandemia. Hoje faz parte do nosso cotidiano lidar com as restrições e regras para proteção e bem estar da população. O tema Empreendedorismo e crise nos setores de comércios nunca estiveram tão juntos nesse momento delicado. É um bom momento para aprendizagem e análises. 

  DELIMITAÇÃO DO TEMA

 Empreendedorismo e a crise gerada nas médias e pequenas empresas: Impacto da Covid-19 nos comércios da Serra/ES.

Objetivos 

Objetivo Geral

O estudo tem como objetivo verificar os principais impactos provocados pela crise setor de pequenos comércios da Serra- ES, dado a relevância do setor como gerador de emprego e renda.

Objetivos Específicos

Tem como principal objetivo responder uma pesquisa e mostrar os resultados.

HIPÓTESES  

Apontamento feito pelo Sebrae e Abrasel aponta fechamento de empresas, queda no faturamento, demissões e endividamento do segmento. O setor de bar e restaurante é o que mais sofre com as restrições adotadas durante a pandemia e é um dos setores que pagaram um preço muito mais alto. É unanime a queda do faturamento de acordo com pesquisa realizada com os donos desses pequenos negócios.

Meta

É importante o empreendedor se reinventar nessa nova realidade que estamos submetidos. Saber inovar nas mídias sociais, marketing, investir no delivery e reduzir custos. Os pequenos negócios do setor precisam estar preparados, adequando a infraestrutura e o espaço do negócio para receber seus clientes, e melhorando o planejamento em gestão e finanças, com o propósito de oferecer um serviço de qualidade, adaptado à nova realidade. 

Metodologia

O método de pesquisa consistiu em aplicação de um questionário com perguntas a respeito do cenário atual causado pelo Covid-19, a donos de pequenas empresas na região da Serra e pesquisa bibliográfica.

ANÁLISE DE DADOS

Após as respostas registradas, foi feita uma análise do conteúdo coletado:  Na questão 01, foi questionado sobre queda no faturamento do negócio.

Notamos que 75% dos empreendimentos apresentaram queda significativa em seu faturamento 25% tiveram uma queda considerável.

Figura 1 — Gráfico 1
Gráfico 1O autor (2021)

Na questão 02 foi questionado o nível de impacto em seu negócio e 59% afirmaram ter passado por estado crítico a ponto de quase fechar seu estabelecimento.

Figura 2
Figura 2O autor (2021)

Na questão 3 e 4 objetivamos saber se as empresas haviam implementado ferramentas adicionais para manter as vendas. Observamos que a maior parte dos avaliados implementaram novas práticas com o intuito de manter as vendas diante o novo cenário de restrições e cuidados. A prática mais adota foi o delivery, retirada no local e o marketing nas mídias sociais.

Figura 3
Figura 3O autor (2021)

A questão 05 nos traz a informação de desligamentos realizados na empresa:

Figura 4
Figura 4O autor (2021)

70% das empresas questionadas tiveram que realizar demissões de 01 a 05 colaboradores. 

Considerações finais

A continuidade das operações de um negócio em tempos de crise é uma variante a ser explorada por quem quer fazer da incerteza uma oportunidade. Apesar de a crise causar certo pânico entre consumidores e empresários, e de ter suas consequências reconhecidamente negativas, ela também gera oportunidades para quem está devidamente preparado para aproveitá-la. Se reinventar nesse período de incertezas não é algo simples. 

É preciso um estudo aprofundado para identificar os pontos fracos e fortes do momento e ter em mente que as oportunidades e dificuldades que aparecem não são as mesmas de um cenário econômico estável. Outro ponto importante a ser observado é que os clientes estão controlando mais os gastos, o que significa que, mais do que nunca, quem apresentar o melhor produto ou serviço por um preço mais justo terá mais chances de sucesso. Não é fácil, mas a crise pode e deve servir como um motivador. 

A pandemia gerada pelo novo coronavírus (Covid-19) afetou significativamente a economia do país. Com isso, muitos profissionais foram desligados de suas atividades ou tiveram seus salários reduzido, além de outros aspectos como redução de produtividade, queda de vendas e fabricação de produtos. Após aplicação e análise do questionário realizado, foi observado que mesmo em tempo de crise as empresas conseguiram se readaptar ao cenário e implementar rapidamente novas soluções para a continuidade do negócio. Porém o futuro delas dependem da capacidade dos gestores suportarem o cenário e as aplicações impostas por ele.

Referências

MacielViviane. Empresários avaliam medidas adotadas pelo governo do ES. A Gazeta. 2021. Disponível em: https://www.agazeta.com.br/es/economia/empresarios-avaliam-medidas-adotadas-pelo-governo-do-es-0321. Acesso em: 9 jun. 2021.


GuedesSimone. Bares e restaurantes no país sofrem com os impactos da pandemia. Agência Sebrae. 2020. Disponível em: http://www.agenciasebrae.com.br/sites/asn/uf/MG/bares-e-restaurantes-no-pais-sofrem-com-os-impactos-da-pandemia,6556610e90f24710VgnVCM1000004c00210aRCRD. Acesso em: 9 jun. 2021.


AsséRalph. Um ano de pandemia: setor de bares e restaurantes pede socorro. EM. 2021. Disponível em: https://www.em.com.br/app/noticia/economia/2021/04/09/internas_economia,1255547/um-ano-de-pandemia-setor-de-bares-e-restaurantes-pede-socorro.shtml. Acesso em: 9 jun. 2021.


GomesJoão Vitor. 10,5 mil restaurantes e bares fecham portas no Espírito Santo. ES 360. 2021. Disponível em: https://es360.com.br/105-mil-bares-e-restaurantes-fecharam-as-portas-no-espirito-santo/. Acesso em: 9 jun. 2021.


HagueharaFelipe . Impacto do Covid-19 na economia mundial: o que devemos esperar?. 2020. Disponível em: https://blog.superlogica.com/coluna/impacto-do-covid-19-na-economia/. Acesso em: 9 jun. 2021.


SilveiraDaniel. Desemprego diante da pandemia bate recorde no Brasil em setembro, aponta IBGE. G1. 2020. Disponível em: https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/10/23/no-de-desempregados-diante-da-pandemia-aumentou-em-34-milhoes-em-cinco-meses-aponta-ibge.ghtml. Acesso em: 9 jun. 2021.


Equipe Trade. Entenda os impactos do coronavírus na economia global. Trade Map. 2020. Disponível em: https://trademap.com.br/blog-educacional-entenda-os-impactos-do-coronavirus-na-economia-global/. Acesso em: 9 jun. 2021.


Equipe G1. Entenda os impactos da pandemia de coronavírus nas economias global e brasileira. G1. 2020. Disponível em: https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/02/26/entenda-os-impactos-do-avanco-do-coronavirus-na-economia-global-e-brasileira.ghtml. Acesso em: 9 jun. 2021.


APÊNDICE A 

Formulário aplicado a donos de comércio local, com o intuito de coletar informações a respeito do impacto do novo coronavírus no desempenho do negócio.

1. Houve queda no faturamento da empresa?

() Sim, uma queda razoável

() Sim, uma queda significativa

() Não houve queda no faturamento

2. Selecione o nível de impacto esperado da pandemia em seu negócio.

() Crítico - podemos encerrar as operações

() Alto - efeitos financeiros significativos e diminuição da força de trabalho.

() Médio - podemos nos deparar com efeitos financeiros.

() Baixo - podemos ser afetados financeiramente, mas estamos preparados.

3. Foi utilizada ferramentas adicionais para manter as vendas da empresa?

() Sim

() Não

4. No caso da implementação de novas ferramentas para manter as vendas, quais foram?

5. Ocorreram demissões no estabelecimento durante a pandemia?

() Não houve demissão

() Sim, de 01 a 05 colaboradores

() Sim, de 06 a 10 colaboradores

Use agora o Mettzer em todos
os seus trabalhos acadêmicos

Economize 40% do seu tempo de produção científica