CONSCIENTIZAÇÃO PARA USO DO EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL NA ÁREA FLORESTAL

Centro de Profissionalização e Educação Técnica

CONSCIENTIZAÇÃO PARA USO DO EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL NA ÁREA FLORESTAL

DAHIANI MARRAN REIS

Resumo

Os equipamentos de proteção individual (EPIs) tem a finalidade de proteger o
trabalhador dos riscos à sua saúde e segurança individual, porém devem ser empregados apenas quando há impossibilidade de um controle mais efetivo que levaria à eliminação ou quase nenhum riscos de acidentes no meio ambiente de trabalho. Apesar de existir inúmeros riscos vinculados ao ambiente de trabalho, a falta de utilização dos EPIs continua sendo um dos principais fatores que causam maior gravidade aos acidentes de trabalho.
O estudo procurou analisar os riscos presentes nas atividades desenvolvidas
durante a colheita de madeira em uma determinada Empresa, além de medidas técnicas para que o acidente não venha a acontecer, exaltando a importância do uso de equipamentos de proteção durante o desenvolvimento das atividades e as Normas que devem ser seguidas rigorosamente por empregados e empregadores. Para o desenvolvimento deste estudo aplicou-se visitas a campo onde foram abordados diálogos de segurança com dinâmicas e perguntas sobre os possíveis acidentes e incidentes. Constatou-se, que apesar dos esforços empregados por parte das empresas e até mesmo dos funcionários, ainda precisamos da conscientização coletiva de que a segurança do trabalho não vem como um assunto tratado em segundo plano e mesmo que todos estejam cientes da importância da utilização do EPI, não obteremos nunca um resultado efetivamente positivo, enquanto houver a ausência de uma prática de antecipação.

Palavras chave: Conscientização

Abstract

Personal protective equipment (EPIs) is intended to protect the
worker of the risks to your individual health and safety, but should be employed only when there is impossibility of a more effective control that would lead to elimination or almost no risk of accidents in the working environment. Although there are numerous risks linked to the working environment, the lack of use of EPIs remains one of the main factors causing greater severity to work accidents.
The study sought to analyse the risks present in the activities developed
during the harvesting of wood in a given Company, in addition to technical measures so that the accident will not happen, emphasizing the importance of the use of protective equipment during the development of activities and the Standards that must be followed strictly by employees and employers. For the development of this study, field visits were applied where aspects related to safety dialogues were addressed with dynamics and questions about possible accidents and incidents, with the population defined in 19 people. It was found that despite the efforts made by companies and even employees, we still need the collective awareness that job security does not come as a matter dealt with in the background and even if everyone is aware of the importance of using the PPE, we will never get an effective positive result as long as there is no anticipation practice.

Key words: Awareness

Introdução

O uso do EPI está relacionado ao comportamental, a escala de importância que o colaborador coloca  as questões de segurança no trabalho a sua vida, por isso do nosso título usar a palavra “conscientização”. 

A segurança vem juntar esforços por várias áreas do
conhecimento humano para o trato das questões de segurança. Não se pretende substituir as iniciativas da engenharia ou medicina do trabalho, mas acrescentar um novo enfoque às tradicionais medidas para a segurança no trabalho. É uma intervenção em parceria com a Empresa que busca envolver tanto à colheita, supervisão e o nível gerencial para que todos se sintam responsáveis pela segurança, de tal
forma que a atuação dos funcionários passa a ser proativa em vez de reativa às recomendações dos técnicos de segurança do trabalho da Empresa contratante.

Em primeiro lugar, o sucesso da intervenção passa pelo comprometimento dos níveis
gerenciais, que permitirão e apoiarão as ações dos funcionários conforme o que for planejado.

Por se basear em conscientização de pessoal, esse projeto exige um planejamento, porém os resultados podem levar algum tempo para serem notados e gerar resultado.

O presente trabalho teve como proposta investigar a conscientização do uso de
Equipamentos de Proteção Individua na área florestal e no ambiente de trabalho buscando compreender o relacionamento do indivíduo com o outro, visando à sensibilização dos mesmos quanto à segurança pessoal e coletiva.

Desenvolvimento

2.1 OBJETIVOS

2.1.2 Objetivo Geral

 Conscientização dos funcionários
e adequação do uso dos EPI’s proporcionando maior segurança aos trabalhadores e cumprindo a legislação trabalhista

2.2 Objetivo Especifico

Este trabalho tem os seguintes objetivos específicos:

a) Realizar o levantamento em campo através de diálogo de segurança e dinâmicas em grupo,
evidenciando a necessidade de capacitação e conscientização sobre o uso de EPI’s.; 

b) Avaliar o conhecimento da NR-06 – Equipamento de Proteção Individual, por
parte dos profissionais;  

c) Sugerir adequações se necessárias, bem como melhorias das condições de trabalho
para os ambientes e aos trabalhadores.

2.3 Justificativa

Os acidentes de trabalho são os maiores desafios para a saúde do
trabalhador. Os acidentes ocorrem não por falta de legislação, mas devido ao não cumprimento das normas de segurança, as quais visam proteção da integridade física do trabalhador no desempenho de suas atividades. Através da conscientização busca fazer com que os colaboradores desenvolvam suas atividades diárias com máxima segurança e proteção possível.

3 ACIDENTES DE TRABALHO

É sabido que os acidentes de trabalho são os maiores desafios para a saúde do
 trabalhador, atualmente e no futuro. Esses acidentes são identificados visualmente por um simples curativo num dedo ou até por
uma parte do corpo engessada 

Desta forma, é possível verificar que o conceito de acidente é muito amplo e não é
limitado apenas no local de trabalho, mas também abrangendo o trajeto e os ocorridos em função do trabalho. Ainda nessa
linha de raciocínio, é possível encontrar a definição legal de acidente do trabalho definido pela Lei 8.213, de 24 de julho de 1991, que: (…) “Acidente de trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da
empresa ou pelo exercício do trabalho dos segurados referidos no inciso VII do artigo 11 desta Lei, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda, ou ainda a redução, permanente ou temporária da capacidade para o trabalho”

https://www.tst.jus.br/web/trabalhoseguro/o-que-e-acidente-de-trabalho


4 EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL ( EPI)


O uso dos Equipamentos de Proteção Individual encontra-se previsto nas Leis de
Consolidação do Trabalho (CLT) e regulamentado pela Norma Regulamentadora 6 do
Ministério do Trabalho e Emprego, sendo o mesmo, segundo a legislação vigente, obrigatório. 

A entrega destes equipamentos deve ser fornecida pelo empregador que também tem a
obrigação de fiscalizar o uso por parte de seus empregados e de promover ações que conscientizem os seus trabalhadores da importância do uso dos EPI’s quando estes se recusam a usar.

Segundo a Lei Federal no 3214/78, com última alteração pela portaria no 292 de 2011,
o EPI é “ (…) todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho”


5- TIPOS DE EPI UTILIZADOS NA ÁREA FLORESTAL


Em conformidade com as definições, poderemos afirmar que os EPI’s são todos instrumentos de uso pessoal que
fornecem proteção ao trabalhador contra os riscos que são expostos no ambiente de trabalho, pois são capazes de neutralizar e evitar lesões em casos de acidentes.

Os operadores de motosserra utilizam
os equipamentos de proteção individuais necessários, como: o protetor auricular em forma de concha, capacete com viseira, camisa de manga longa, luvas, calça de proteção,  coturno com biqueira. 

Os operadores de Forward utilizadas na
colheita florestal possuem cabines fechadas com ar condicionado, que possam evitar ruído ou poeiras, radio comunicador, coturno com biqueira, óculos escuro, capacete,protetor auricular tipo plug.

Os mecânicos utilizam capacete, protetor auricular tipo concha e plug, coturno com biqueira, luvas, avental, óculos incolor, escuro e óculos de proteção tipo aruba.

Todos os
funcionários participam de cursos e
treinamentos promovidos pelo  técnico de segurança do trabalho. O técnico de Segurança do Trabalho verifica os documentos referente as exigências da contratante sobre segurança do trabalho, treinamentos e habilitações dos trabalhadores para que o trabalho
seja adequado às condições do campo e dos operadores. Caso haja necessidade são realizados cursos e treinamentos pela própria empresa ou
por outro órgão.

 Os funcionários participam de cursos e treinamentos promovidos pela própria empresa, quando observada a necessidade.O técnico de segurança do trabalho

verifica os documentos das empreiteiras referentes à segurança do trabalho, treinamentos e habilitações dos trabalhadores para que o trabalho seja adequado às condições do campo e dos operadores.

Conclusão


Referências

Brasil. Previdencia Social. Lei n. 8213, de 24 de julho de 1991. Diário Oficial da União.

DMITRUKHilda Beatriz (Org.). Cadernos metodológicos: diretrizes da metodologia científica. 5. ed. Chapecó: Argos, 2001. 123 p.

Mettzer. O melhor editor para trabalhos acadêmicos já feito no mundo. Mettzer. Florianópolis, 2016. Disponível em: http://www.mettzer.com/. Acesso em: 21 ago. 2016.

APÊNDICE A — Subtitítulo do apêndice

Apêndices tem objetivo de melhorar a compreensão textual, ou seja, completar ideias desenvolvidas no decorrer do trabalho.

ANEXO A — Subtitítulo do anexo

Anexos são elementos que dão suporte ao texto, mas que não foram elaborados pelo autor.

feito

Use agora o Mettzer em todos
os seus trabalhos acadêmicos

Economize 40% do seu tempo de produção científica