CICLOS DO NITROGÊNIO

E.E Profª Emilia de Paiva Meira

CICLOS DO NITROGÊNIO

milena vitória de carvalho jorge

sabrina ferreira camargo

thamara melo vieira da silva

3º ANO G

Resumo

O nitrogênio se mostra como um dos elementos de caráter fundamental na composição dos sistemas vivos. Ele está envolvido com a coordenação e controle das atividades metabólicas. Entretanto, apesar de 78% da atmosfera ser constituída de nitrogênio, a grande maioria dos organismos é incapaz de utilizá-Io, pois este se encontra na forma gasosa (N2) que é muito estável possuindo pouca tendência a reagir com outros elementos.

Palavras-chave: Nitrogênio. Ciclos. Composição

Introdução

O ciclo se dá quando o nitrogênio encontrado na atmosfera em estado gasoso se transforma, beneficiando vegetais, em nitrato e amônia, e beneficiando os animais em aminoácidos.

Inicialmente o nitrogênio sofre um processo de fixação, onde sofre alteração para ser transformado em nitrato e amônia. Tais alterações se dão por fatores biológicos (devido às bactérias e cianobactérias), industriais (com finalidade de fertilizante) e pela energia gerada pelos relâmpagos.

As bactérias fornecem amônia para o solo. Tal amônia se encontra com moléculas de água e passa por um processo de ionização se transformando em amônio.

A amônia também pode chegar ao solo através do processo de decomposição ou Amonificação de matéria orgânica, feito por bactérias e algumas espécies de fungos.

Etapas do ciclo do nitrogênio

O ciclo do nitrogênio começa com a transformação do N2 da atmosfera em outros compostos nitrogenados. Essa transformação é denominada de processo de fixação, que pode ser físico, industrial ou biológico. A fixação física do nitrogênio ocorre quando faíscas elétricas ou relâmpagos entram em contato com o nitrogênio, o que causa a formação de amônia. A fixação industrial é realizada em fábricas. A fixação biológica ou biofixação, por sua vez, é a fixação de nitrogênio por micro-organismos, sendo essa a forma mais comum de fixação. Nesse tipo de fixação, bactérias podem converter o nitrogênio gasoso em amônia (NH3) ou íons amônio (NH4+)..

Na fixação biológica, destaca-se a ação das bactérias do gênero Rhizobium.

Bactérias desse gênero associam-se a plantas leguminosas, vivendo em nódulos de suas raízes. Essa relação estabelecida é um tipo de mutualismo, uma vez que ambas são beneficiadas. Enquanto as plantas fornecem proteção e alimento, as bactérias fornecem-lhe o nitrogênio. Ao morrerem, essas plantas liberam o nitrogênio de suas moléculas orgânicas na forma de amônia (NH3).

O nitrogênio pode ainda ser oxidado em nitritos e nitratos, em um processo conhecido como nitrificação, que conta com a ajuda de bactérias nitrificantes (Nitrosomonas e Nitrobacter). O processo de nitrificação pode ser dividido em duas etapas: a nitrosação, em que atua a bactéria do gênero Nitrosomonas, e a nitratação, em que atua a bactéria do gênero Nitrobacter. Na nitrosação, a amônia é convertida em nitrito (No2-); na nitratação, os íons nitrito são transformados em nitrato (NO3-). Veja a seguir as reações químicas dessas etapas:

Nitrosação: 2NH3 + 3O2 → 2NO2- + 2H2O + 2H+

Nitratação: 2NO2- + O2 → 2NO3-

Fixação:

Consiste na transformação do nitrogênio gasoso em substâncias aproveitáveis pelos seres vivos (amônia e nitrato). Os organismos responsáveis pela fixação são bactérias, retiram o nitrogênio do ar fazendo com que este reaja com o hidrogênio para formar amônia. 

AMONIFICAÇÃO:

Parte da amônia presente no solo, é originada pelo processo de fixação. A outra é proveniente do processo de decomposição das proteínas e outros resíduos nitrogenados, contidos na matéria orgânica morta e nas excretas. Decomposição ou amonificação é realizada por bactérias e fungos.

 nITRIFICAÇÃO:

É o nome dado ao processo de conversão de amônia em nitratos.

desnitrificação: 

As bactérias desnitrificantes (como, por exemplo, a pseudomonas denitrificans), são capazes de converter o nitratos em nitrogênios molecular, que volta a atmosfera fechando o ciclo.

Ciclo do NitrogênioCiclo do NitrogênioSó Biologia

Conclusão

Conclui-se que, o nitrogênio está muito presente nos seres vivos, está 78% na atmosfera é de muito importante para nossa vida, saúde, para nossa sobrevivência. Mas para ele chegar a suprir nossa necessidades existe um ciclo, no processo de fixação do nitrogênio.

Por bactérias no solo e fenômenos naturais, transformam o nitrogênio da atmosfera em amônia. Eu tenho então um processo de nitrificação que é dividido em duas etapas, a primeira é a nitrosação em que as passagens da amônia para nitrito são feitas por bactérias e que são tóxicas e não podem ser assimiladas por animais nem vegetais e eu tenho a segunda etapa , a nitratação que é a passagem do nitrito a nitrato e que é feita por nitro bactérias mas já o nitrato não é tóxico e pode ser assimilados pelos animais e plantas

A planta então vai assimilar esse nitrato pela raiz e passar para os animais através de gestões alimentares.Esses animais e vegetais morrem, eu produzo então restos de animais que sofrem um processo de decomposição que é um processo chamado de amonificação e através desse processo então eu vou produzir amônia,então essa amônia pode de novo ser convertida a nitrato e pode assim de novo ser assimilada pelos vegetais

E para repor os estoques de nitrogênio gás atmosférico,temos um processo de conversão do nitrato ate nitrogênio gás que é feito por bactérias esse processo é chamado de desnitrificação e ele termina o circulo , porque o fim tem que equivaler ao início.

feito

Use agora o Mettzer em todos
os seus trabalhos acadêmicos

Economize 40% do seu tempo de produção científica