CELULAS DO SISTEMA NERVOSO

FACULDADE ANHANGUERA (sp)

CELULAS DO SISTEMA NERVOSO

adelia magali de lima marcelino

elis regina freire dos santos

gabriela de sousa santos

Orientador: Sandro

Introdução

Na introdução do seu projeto de pesquisa você deve demonstrar o tema que será desenvolvido, o problema de pesquisa, justificar a importância do estudo, delimitar hipótese (quando necessário), apresentar a metodologia e mostrar os objetivos do trabalho. Na introdução, evita-se textos longos e antecipação de resultados.

Desenvolvimento

Aqui você irá escrever o desenvolvimento do seu trabalho.

Metodologia

Aqui você irá escrever a metodogia da sua pesquisa.

Orçamento

O projeto de pesquisa tende a ter custos de execução. O orçamento do seu projeto pode prever como recursos financeiros:


  • Materiais de consumo: Tudo que será consumido durante a execução do projeto, exemplos: caneta, pastas, tintas, pincel, entre outros.
  • Materiais permanentes: Equipamentos ou infraestrutura física necessária á execução do projeto, exemplos: computador, gravador, microfone, máquina fotográfica, etc.
  • Outros serviços e despesas: Serviços de terceiros, como gastos com alimentação, gráfica, hospedagem, passagem e outros serviços que podem ser úteis para que o projeto seja executado.

Cronograma

No cronograma do seu projeto de pesquisa você deve apresentar o plano de distribuição das diferentes etapas de execução do projeto, em períodos verdadeiros. O cronograma serve para organizar e distribuir, racionalmente, em suas etapas, o tempo disponível para a execução da pesquisa proposta.

Referências

A ESTRUTURA CÉLULAS E SUAS FUNÇÕES

O sistema nervoso é formado por tecido nervoso, o qual apresenta neurônios, células nervosas e células da glia, como os seus principais componentes. O neurônio é uma célula especializada em receber e conduzir impulsos para as demais células.

A estrutura básica de um neurônio é corpo celular, dendritos e axônio. O corpo celular é a região do neurônio onde está localizado o núcleo e algumas organelas, do corpo celular partem os dendritos e axônio.

O impulso nervoso corresponde a uma corrente elétrica que se propaga pelos neurônios, graças a um processo de despolarização da membrana, onde ocorre mediante a estímulos e tem como função transmitir a outras células nervosas uma determinada informação.

Corpo celular, a parte mais volumosa da célula nervosa, se localiza no núcleo e a maioria das estruturas citoplasmáticas.

Dendritos são prolongamentos finos e geralmente ramificados, que conduzem os estímulos captados do ambiente ou de outras células em direção ao corpo celular.

Axônios são envoltos, em sua maioria, por células denominadas oligodendrócitos ou células de Schwann. Esses envoltórios constituem a chamada bainha de mielina.

A bainha de mielina não é ininterrupta, sendo assim, há regiões onde a membrana do axônio fica exposta. Essas regiões são denominadas nódulos de Ranvier. Os axônios juntamente com seus envoltórios são denominados fibras nervosas.

Glia fazem parte do sistema nervoso. São células auxiliares que possuem a função de suporte ao funcionamento do sistema nervoso central (SNC). Estima-se que haja no SNC 10 células glia para cada neurônio

Oligodendrócitos estas células e responsáveis pela produção da bainha de mielina possuem a função de isolante elétrico para os neurônios do SNC. Possuem prolongamentos que se enrolam ao redor dos axônios, produzindo a bainha de mielina.

Astrócitos também participam do controle da composição iônica e molecular do ambiente extra-celular dos neurônios. Essa célula se expande sobre os capilares sanguíneos. É provável que transfira moléculas e íons do sangue para os neurônios.

Células de Schwann possuem a mesma função dos oligodendrócitos, no entanto, se localizam ao redor dos axônios do sistema nervoso periférico. Cada uma destas células forma uma bainha de mielina em torno de um segmento de um único axônio.

Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Células_da_glia

http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Histologia/epitelio28.php

Histologia Básica – Luiz C. Junqueira e José Carneiro. Editora Guanabara Koogan S.A. (10° Ed), 2004.

feito

Use agora o Mettzer em todos
os seus trabalhos acadêmicos

Economize 40% do seu tempo de produção científica