ANÁLISE – COMPANHIA HERING S/A

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

ANÁLISE – COMPANHIA HERING S/A

MARIA EDUARDA Manfri Luck

Contextualização da empresa: Companhia Hering S/A

A Companhia Hering S/A é uma empresa do gênero sociedade anônima de capital aberto que atua no setor têxtil. Além de sua principal marca, as lojas Hering e Hering Kids, a companhia também é responsável pelas marcas Dzarm (voltada ao público feminino) e PUC (voltada ao público infantil).

Fundada em 1880, pelos irmãos Bruno e Hermann Hering, a empresa que tem sede em Blumenau, no estado de Santa Catarina, é uma das mais antigas empresas brasileiras ainda atuantes no setor. Atualmente existem mais de 400 lojas franqueadas pelo território nacional, empregando 4.032 pessoas. A empresa conta com fabricação própria e importação de produtos da China. A Cia Hering conta atualmente com nove unidades de produção, sendo quatro delas localizadas em Santa Catarina, uma no Rio Grande do Norte e quatro em Goiás. Além disso, a Empresa ainda possui dois centros de distribuição nos Estados de Goiás e Santa Catarina que atendem a todo o mercado nacional. A companhia conta com produção própria, outsourcing e produção terceirizada.

A terceirização dos serviços é utilizada pela companhia em algumas áreas de negociação: insumos e serviços (são seus fornecedores, com segmentos e portes diferentes); confecções parceiras (assumem parte do processo de produção) e outsourcing (são confecções que realizam todo o processo de produção, entregando o artigo pronto)

O modelo de negócios da empresa conta com a gestão de marcas, produção e gestão de varejo. A companhia trouxe um novo modelo de gestão em 2013, com estruturas dedicadas exclusivamente a cada marca, tais gestões são focadas no posicionamento, gestão de marca, distribuição e comunicação de marketing, aplicando essas estratégias de diferentes formas em cada uma das marcas da companhia.

Em 16 de maio de 2007, a companhia ingressou no Novo Mercado da BM&FBOVESPA, seguindo desde então o padrão de governança estabelecido por esse novo mercado, ampliando os direitos dos acionistas da empresa.

Contextualização do setor da empresa: têxtil

O setor de indústria têxtil está presente há mais de 200 anos no Brasil, e consiste na produção de roupas e tudo que se utiliza de tecidos no geral. Esse setor, constituído por 32 mil empresas formais, é atualmente o segundo maior gerador de empregos e de primeiros empregos no Brasil, empregando 1,5 milhão de pessoas diretamente e 8 milhões se adicionarmos os indiretos e efeito renda, desse total 75% são de mão de obra feminina.

O Brasil é destaque na indústria, representando o quarto maior parque produtivo de confecção do mundo; é também o quinto maior país produtor têxtil do mundo e o quarto maior produtor de malhas do mundo. De acordo com os dados de 2014 da ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), o Brasil produz 9,4 bilhões de peças confeccionadas ao ano (destas, cerca de 5,3 bilhões em peças de vestuário), sendo referência mundial em diversas áreas.

Além da produção básica, o Brasil também se destaca por ser uma das únicas cadeias têxteis completas do ocidente, dominando desde as produções dos tecidos até desfiles de moda. Enfatizando a industria da moda, a brasileira está entre as 5 mais reconhecidas do mundo, possuindo mais de 100 escolas e faculdades especializadas pelo território nacional.

Dados referentes a 2015 mostram que o faturamento da cadeia têxtil e de confecção foi de US$ 39,3 bilhões, as exportações (sem fibra de algodão) corresponderam a US$ 2,38 bilhões e as importações (sem fibra de algodão) representaram  US$ 5,93 bilhões. O saldo da balança comercial (sem fibra de algodão) fechou em US$ 4,8 bilhões negativos e os Investimentos no setor somaram US$ 869 milhões. A produção média de confecção somou 6,7 bilhões de peças e a produção média têxtil somou 1,8 milhão de toneladas.

Balanço Patrimonial

O balanço patrimonial é uma das demonstrações mais importantes da contabilidade. Através dele é possível identificar a situação financeira de uma empresa, o que auxilia na tomada das decisões referente àquela empresa. O balanço patrimonial é utilizado para demonstrar a posição financeira do patrimônio de uma empresa no momento que o balanço é feito, alem de permitir comparações e previsões sobre o futuro da empresa.

A palavra balanço indica uma ideia de igualdade, equilíbrio. Já a palavra patrimonial de refere ao conjunto de bens, direitos e obrigações de uma empresa. Logo, a expressão Balanço Patrimonial demonstra o equilíbrio do patrimônio, evidenciando a situação de determinada empresa no momento do balanço.

O balanço consiste em uma tabela de duas colunas, do lado esquerdo são representados os ativos e do lado direito os passivos e o patrimônio liquido. Em um balanço patrimonial, é necessário que o total dos dois lados seja igual, ou seja, o ativo deve ser igual a soma do passivo e do patrimônio liquido.

É classificado como ativo, todo recurso controlado pela empresa em questão que tem o potencial de gerar lucro, a curto ou longo prazo, são bens e direitos, como estoques e duplicatas a receber. É classificado como passivo toda obrigação exigível por terceiros que resultará em um desembolso de recursos para ser quitado e suas fontes de financiamento, como contas a pagar e empréstimos.O patrimônio liquido mede a riqueza efetiva de uma empresa e representa quanto é aplicado na empresa pelos seus proprietários, é obtido quando subtrai-se as obrigações dos bens e direitos. Em resumo, o ativo representa as aplicações que se dá aos recursos originados do passivo.

O balanço patrimonial faz-se útil para diversas análises, por exemplo analisar a liquidez da empresa em questão, ou qual é sua maior fonte de capital, além das análises vertical e horizontal.

Para tornar essas analises possíveis e facilitar a interpretação dos balanços, as informações que constam nele devem ser mantidas em uma certa ordem, agrupando contas com características semelhantes. A legislação brasileira estabelece que os ativos podem ser classificados entre circulantes e não circulantes, e os passivos em circulantes, não circulantes e patrimônio liquido.

Os ativos circulantes são todos os valores em dinheiro, ou que são realizáveis (podem ser convertidos em dinheiro) a curto prazo, é o grupo responsável pelo capital de giro. Já os ativos não circulantes são itens realizáveis a longo prazo, além de bens de investimento, imobilizados e intangíveis. Seguindo a mesma linha de raciocínio, os passivos circulantes são as dividas a terceiros que serão pagas a curto prazo, e os não circulantes, dividas que serão pagas a longo prazo.

Segue abaixo o balanço patrimonial da Companhia Hering, dos anos de 2016, 2015 e 2014: (Reais – Mil)

Balanço Patrimonial – CIA Hering S/A

 Conta   Descrição   31/12/2016   31/12/2015   31/12/2014 
 1   Ativo Total  1.528.691,00 1.472.492,00 1.432.039,00
 1.01   Ativo Circulante  1.007.976,00 965.638,00 1.012.153,00
 1.01.01   Caixa e Equivalentes de Caixa  204.755,00 108.093,00 182.036,00
 1.01.03   Contas a Receber  468.099,00 505.539,00 520.563,00
 1.01.03.01   Clientes  449.173,00 494.861,00 510.630,00
 1.01.03.02   Outras Contas a Receber  18.926,00 10.678,00 9.933,00
 1.01.03.02.01   Outras Contas a Receber  18.926,00 6.058,00 2.429,00
 1.01.03.02.02   Instrumentos financeiros derivativos  0,00 4.620,00 7.504,00
 1.01.04   Estoques  308.086,00 318.343,00 297.008,00
 1.01.06   Tributos a Recuperar  25.358,00 32.639,00 11.963,00
 1.01.06.01   Tributos Correntes a Recuperar  25.358,00 32.639,00 11.963,00
 1.01.07   Despesas Antecipadas  1.678,00 1.024,00 583,00
 1.02   Ativo Não Circulante  520.715,00 506.854,00 419.886,00
 1.02.01   Ativo Realizável a Longo Prazo  94.367,00 67.877,00 30.089,00
 1.02.01.02   Aplicações Financeiras Avaliadas ao Custo Amortizado  4.824,00 2.994,00 2.199,00
 1.02.01.02.01   Títulos Mantidos até o Vencimento  4.824,00 2.994,00 2.199,00
 1.02.01.03   Contas a Receber  22.232,00 10.730,00 8.140,00
 1.02.01.03.01   Clientes  4.078,00 0,00 0,00
 1.02.01.03.02   Outras Contas a Receber  18.154,00 10.730,00 8.140,00
 1.02.01.06   Tributos Diferidos  42.680,00 39.638,00 14.338,00
 1.02.01.06.01   Imposto de Renda e Contribuição Social Diferidos  42.680,00 39.638,00 14.338,00
 1.02.01.09   Outros Ativos Não Circulantes  24.631,00 14.515,00 5.412,00
 1.02.01.09.04   Impostos a Recuperar  24.631,00 14.515,00 5.412,00
 1.02.02   Investimentos  0,00 0,00 7,00
 1.02.02.01   Participações Societárias  0,00 0,00 7,00
 1.02.02.01.04   Outras Participações Societárias  0,00 0,00 7,00
 1.02.03   Imobilizado  310.353,00 325.285,00 300.882,00
 1.02.04   Intangível  115.995,00 113.692,00 88.908,00
 2   Passivo Total  1.528.691,00 1.472.492,00 1.432.039
 2.01   Passivo Circulante  275.152,00 262.072,00 313.667
 2.01.01   Obrigações Sociais e Trabalhistas  44.733,00 42.214,00 40.354
 2.01.01.01   Obrigações Sociais  14.794,00 14.256,00 12.913
 2.01.01.02   Obrigações Trabalhistas  29.939,00 27.958,00 27.441
 2.01.02   Fornecedores  172.034,00 150.953,00 171.373
 2.01.02.01   Fornecedores Nacionais  149.967,00 136.156,00 136.720
 2.01.02.02   Fornecedores Estrangeiros  22.067,00 14.797,00 34.653
 2.01.03   Obrigações Fiscais  20.648,00 20.262,00 30.105
 2.01.03.01   Obrigações Fiscais Federais  9.525,00 14.798,00 21.659
 2.01.03.01.01   Imposto de Renda e Contribuição Social a Pagar  91,00 81,00 8.269
 2.01.03.01.02   Pis e Cofins a Recolher  6.302,00 11.720,00 10.244
 2.01.03.01.03   Imposto de Renda Retido na Fonte a Recolher  2.339,00 2.429,00 2.399
 2.01.03.01.04   Outros  793,00 568,00 747
 2.01.03.02   Obrigações Fiscais Estaduais  11.123,00 5.464,00 8.446
 2.01.04   Empréstimos e Financiamentos  2.123,00 1.308,00 23.422
 2.01.04.01   Empréstimos e Financiamentos  2.123,00 1.308,00 23.422
 2.01.04.01.01   Em Moeda Nacional  2.123,00 1.308,00 23.422
 2.01.05   Outras Obrigações  8.749,00 24.681,00 26.738
 2.01.05.02   Outros  8.749,00 24.681,00 26.738
 2.01.05.02.01   Dividendos e JCP a Pagar  627,00 599,00 551
 2.01.05.02.04   Obrigações por Incentivos Fiscais  1.501,00 11.332,00 16.038
 2.01.05.02.05   Parcelamentos Tributários e Previdenciários  987,00 911,00 840
 2.01.05.02.06   Outras Contas a Pagar  4.109,00 11.839,00 9.309
 2.01.05.02.07   Instrumentos Financeiros Derivativos  1.525,00 0,00 0
 2.01.06   Provisões  26.865,00 22.654,00 21.675
 2.01.06.01   Provisões Fiscais Previdenciárias Trabalhistas e Cíveis  2.000,00 1.700,00 1.445
 2.01.06.01.02   Provisões Previdenciárias e Trabalhistas  2.000,00 1.700,00 1.445
 2.01.06.02   Outras Provisões  24.865,00 20.954,00 20.230
 2.01.06.02.04   Provisões para Despesas Comerciais  19.246,00 16.766,00 16.738
 2.01.06.02.05   Provisões para Despesas Administrativas  5.619,00 4.188,00 3.492
 2.02   Passivo Não Circulante  44.132,00 36.456,00 42.295
 2.02.01   Empréstimos e Financiamentos  25.612,00 0,00 0
 2.02.01.01   Empréstimos e Financiamentos  25.612,00 0,00 0
 2.02.02   Outras Obrigações  5.629,00 25.197,00 31.719
 2.02.02.02   Outros  5.629,00 25.197,00 31.719
 2.02.02.02.03   Obrigações por Incentivos Fiscais  2.029,00 3.218,00 13.215
 2.02.02.02.04   Parcelamentos Tributários e Previdenciários  3.339,00 7.488,00 7.758
 2.02.02.02.07   Benefícios a empregados  154,00 14.372,00 10.616
 2.02.02.02.08   Outras contas a pagar  107,00 119,00 130
 2.02.04   Provisões  12.891,00 11.259,00 10.576
 2.02.04.01   Provisões Fiscais Previdenciárias Trabalhistas e Cíveis  10.908,00 9.471,00 7.546
 2.02.04.01.01   Provisões Fiscais  2.667,00 3.117,00 2.915
 2.02.04.01.02   Provisões Previdenciárias e Trabalhistas  4.152,00 2.607,00 2.539
 2.02.04.01.04   Provisões Cíveis  4.089,00 3.747,00 2.092
 2.02.04.02   Outras Provisões  1.983,00 1.788,00 3.030
 2.02.04.02.04   Provisões para Despesas Administrativas  1.983,00 1.788,00 3.030
 2.03   Patrimônio Líquido Consolidado  1.209.407,00 1.173.964,00 1.076.077
 2.03.01   Capital Social Realizado  359.424,00 346.368,00 313.086
 2.03.02   Reservas de Capital  21.471,00 -20.754,00 3.114
 2.03.02.05   Ações em Tesouraria  -4.614,00 -41.323,00 -11.882
 2.03.02.07   Plano de Opções de Ações  26.085,00 20.569,00 14.996
 2.03.04   Reservas de Lucros  822.864,00 836.773,00 747.536
 2.03.04.01   Reserva Legal  38.273,00 28.302,00 47.525
 2.03.04.05   Reserva de Retenção de Lucros  230.066,00 344.178,00 332.125
 2.03.04.07   Reserva de Incentivos Fiscais  554.525,00 424.299,00 317.888
 2.03.04.08   Dividendo Adicional Proposto  0,00 39.994,00 49.998
 2.03.06   Ajustes de Avaliação Patrimonial  7.258,00 7.484,00 7.714
 2.03.06.01   Correção Monetária de Ativos Próprios  7.258,00 7.484,00 7.714
 2.03.08   Outros Resultados Abrangentes  -1.610,00 4.093,00 4.618
 2.03.08.01   Ajuste de Avaliação Patrimonial – Instrumentos financeiros hedge
accounting 
-1.610,00 4.093,00 4.618
 2.03.09   Participação dos Acionistas Não Controladores  0,00 0,00 9

BM&FBOVESPA

Demonstração do Resultado

A demonstração do resultado, também conhecida como DRE, mostra se uma empresa obteve ou não lucro em determinado período. Para isso, analisa-se a receita dos principais negócios da empresa em questão e subtraem-se todos os gastos necessários para a obtenção de tal receita. Simplificadamente, a DRE é um resumo ordenado das receitas e despesas do período a ser analisado.

Para o desenvolvimento de uma demonstração de resultado é necessário entender os conceitos de receita e despesas. Receita corresponde aos serviços prestados ou mercadorias vendidas pela empresa, a receita sempre reflete em um aumento do ativo no balanço patrimonial, uma vez que estes serviços ou mercadorias são vendidos por dinheiro, seja a vista ou a prazo. Já despesa, é todo o consumo de bens ou serviços que a empresa tem para obter sua receita e reflete no balanço como uma diminuição no caixa ou um aumento no passivo como forma de dívida.

Assim como o balanço patrimonial, a DRE é utilizada para fins de tomada de decisão envolvendo a empresa, por isso existe um padrão para a realização desse relatório. Padrão este que está discriminado na Lei No 6.404, de 15 de dezembro de 1976.

A demonstração pode ser representada pelo regime de caixa ou pelo regime de competência. O regime de caixa, menos utilizado, consiste em contabilizar o valor das receitas no momento do recebimento e das despesas no momento do pagamento. Já o regime de competência, mais comum e recomendado pela Teoria da Contabilidade, consiste em contabilizar o valor das receitas e despesas no período em que foi gerada, independentemente da data de recebimento/pagamento.

A DRE trabalha a partir da receita líquida, para obtermos o valor da receita liquida, subtraímos da receita bruta (total vendido no período) os impostos, devoluções e abatimentos sobre a venda. A partir do valor da receita liquida a DRE é montada contendo todos os seguintes passos:

1) Da receita líquida subtrai-se o custo sobre as vendas, ou seja, o custo da mercadoria vendida ou serviço prestado, obtendo-se o resultado bruto;

2) Subtrai-se do resultado bruto as despesas com vendas, administrativas, financeiras e gerais, obtendo-se o resultado antes das despesas e receitas financeiras;

3) Do resultado antes das despesas e receitas financeiras, soma-se receitas extras e subtrai-se suas despesas, obtendo-se o resultado antes dos impostos;

4) Subtrai-se do resultado antes dos impostos uma projeção dos impostos a serem cobrados obtendo-se por fim o resultado líquido.

O resultado líquido obtido após a realização da DRE será demonstrado no balanço patrimonial na forma de lucros ou prejuízos acumulados no patrimônio liquido.

Segue abaixo a demonstração de resultado da Companhia Hering, dos anos de 2016, 2015 e 2014: (Reais – Mil)

Demonstração do resultado do exercicio – CIA Hering S/A

 Conta   Descrição   31/12/2016  31/12/2015  31/12/2014 
 3.01   Receita de Venda de Bens e/ou Serviços  1.475.137 1.588.889 1.678.294
 3.02   Custo dos Bens e/ou Serviços Vendidos  -893.111 -961.335 -944.533
 3.03   Resultado Bruto  582.026 627.554 733.761
 3.04   Despesas/Receitas Operacionais  -431.104 -411.855 -376.495
 3.04.01   Despesas com Vendas  -325.344 -318.494 -292.126
 3.04.02   Despesas Gerais e Administrativas  -82.252 -75.418 -70.962
 3.04.02.01   Remuneração dos Administradores  -9.084 -8.578 -8.315
 3.04.02.02   Gerais e Administrativas  -44.601 -45.511 -44.965
 3.04.02.03   Depreciação e Amortização  -28.567 -21.329 -17.682
 3.04.04   Outras Receitas Operacionais  12.678 11.854 3.556
 3.04.05   Outras Despesas Operacionais  -36.186 -29.797 -16.963
 3.04.05.01   Participação no Resultado  0 0 -668
 3.04.05.02   Outras Despesas Operacionais  0 -29.797 -16.295
 3.05   Resultado Antes do Resultado Financeiro e dos Tributos  150.922 215.699 357.266
 3.06   Resultado Financeiro  46.678 39.476 34.347
 3.06.01   Receitas Financeiras  90.967 77.961 64.765
 3.06.01.01   Receitas Financeiras  90.967 77.961 64.765
 3.06.02   Despesas Financeiras  -44.289 -38.485 -30.418
 3.06.02.01   Despesas Financeiras  -44.289 -38.485 -30.418
 3.07   Resultado Antes dos Tributos sobre o Lucro  197.600 255.175 391.613
 3.08   Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro  1.817 25.995 -72.746
 3.08.01   Corrente  1.766 1.631 -74.042
 3.08.02   Diferido  51 24.364 1.296
 3.09   Resultado Líquido das Operações Continuadas  199.417 281.170 318.867
 3.11   Lucro/Prejuízo Consolidado do Período  199.417 281.170 318.867
 3.11.01   Atribuído a Sócios da Empresa Controladora  199.417 281.170 318.858
 3.11.02   Atribuído a Sócios Não Controladores  0 0 9

BM&FBOVESPA

feito

Use agora o Mettzer em todos
os seus trabalhos acadêmicos

Economize 40% do seu tempo de produção científica