A IMPORTÂNCIA DA ESTRADA REAL PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DOS MUNICÍPIOS DE GUARATINGUETÁ A PARATY A PARTIR DO TURISMO CULTURAL

FACULDADE CANÇÃO NOVA

Administração

A IMPORTÂNCIA DA ESTRADA REAL PARA
O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DOS MUNICÍPIOS DE GUARATINGUETÁ A PARATY A PARTIR DO TURISMO CULTURAL

LUCAS RODRIGUES DE OLIVEIRA LEITE

WALLACE GUILHERME GOMES CARDIAL

Orientador:
Prof. Me. Élcio Henrique dos Santos

Coorientador:
Prof. Henrique Alckmin Prudente

Resumo

Este é o resumo do seu projeto. Ele é um elemento obrigatório pelas normas da ABNT e o tamanho recomendado é de 150 a 500 palavras. Nele você deve apresentar de forma sintética os pontos principais do trabalho. Utilize a terceira pessoa do singular, na voz ativa. Procure utilizar frases claras, afirmativas e evite enumeração de tópicos. Ressalte o objetivo, o método, os resultados e as conclusões obtidas no estudo. A primeira frase deve destacar o tema principal do trabalho. Abaixo do resumo você encontra as palavras chave, que serão utilizadas para a catalogação dos trabalhos na biblioteca. Utilize de 3 a 5 palavras separadas por ponto.

Palavras-chave: Mettzer. Formatação. Trabalho acadêmico.

INTRODUÇÃO

Viajar para conhecer pessoas, tradições, histórias e aprender sobre o passado de maneira viva e autêntica tem sido uma das mais fortes tendências na atividade turística. O turista que viaja com este objetivo, vai em busca do turismo cultural, aquele em que o principal atrativo é algum aspecto da cultura local, que cause curiosidade, seja ele, o artesanato, a história, o cotidiano ou algum conceito. Partindo desse pressuposto, a problemática se impõe a este trabalho e se destaca.

No cenário atual muitos problemas foram encontrados na parte turística da região, principalmente a falta de divulgações dos pontos turísticos locais e também a baixa infraestrutura para receber os visitantes.

A revitalização da estrada contribuiu para o aumento do turismo local, entre as cidades de Guaratinguetá – SP a Paraty – RJ, facilitando acesso de pessoas em descer a serra dor mar, viajantes que passam por essa estrada, fazem uma parada para descanso nas belas pousadas da cidade de Cunha – SP. oque leva a todos conhecer o comercio local com muitos artesanatos e comidas regionais, gerando rendas para o comercio local. a estrada não só beneficiou a cidade de Cunha – SP, mais também a Paraty – RJ, com a chegada de mais hospedes no local e a reserva de serviços como o famoso passeio de escunas no mar. e para Cidade de Guaratinguetá por ser uma cidade maior e ter mais opções de compras, os moradores das cidades de Paraty e Cunha realizam suas compras nos supermercados arcadistas da cidade, e fazem compras de suprimentos e matérias no centro da cidade.  

PROBLEMATIZAÇÃO

Um dos maiores problemas que prejudica o turismo local na cidade de Paraty e a cobrança de taxas abusivas para entrada de turistas por meios dos veículos, vans, micro ônibus e ônibus. Com essa realidade adotada pela prefeitura poderá afastar uma boa parte dos turistas que vão a cidade em grupos.

A falta de investimentos na cidade de Paraty, causa alagamentos na mare cheia, a prefeitura não investiu em uma barreira para conter as ondas , que infelizmente alaga toda a parte do centro histórico da cidade, um ponto vital do turismo local, e devido ao alagamento fica impossível os turistas visitarem o local.

Por outro lado a modernização e revitalização do trecho Guaratinguetá -SP a cidade de Paraty -RJ, em conjunto com o governo estadual e federal, aumentou o número de turistas na região devido ao fácil acesso ao litoral carioca e litoral norte paulista. Dentre todo o cenário apresentado, a questão a se indagar é, qual a importância da estrada real para o desenvolvimento econômico a partir do turismo cultural para as cidades de Guaratinguetá-sp a Paraty -RJ e quais melhorias poderiam eventualmente ter?.

JUSTIFICATIVA

Segundo Vidigal (1998 apud Beni, 2011), a posição que o turismo ocupa na estrutura administrativa pública depende da importância relativa que o governo atribui à atividade turística. Diante de mudanças no governo de determinado país, tende a alterar-se, também, a orientação dada ao turismo bem como a sua subordinação hierárquica e administrativa no conjunto do poder público. Em sentido geral, as políticas públicas definem regras de comportamento e, no caso específico das políticas públicas voltadas para o fomento da atividade de turismo, devem ir além do foco restrito – geralmente correspondente a ações pontuais e emergenciais – incorporando, também, a noção relativa ao seu potencial de contribuição socioeconômico – cultural.

Com muitas histórias para contar, o Caminho Velho foi a primeira via aberta oficialmente pela Coroa Portuguesa para o tráfego entre o litoral fluminense e a região mineradora. São localidades típicas da cultura tropeira incluindo gastronomia e arte, os municípios de Paraty, Cunha -sp e Guaratinguetá-sp, sofreram grande influência dos primeiros desbravadores deste caminho. Com o tempo as vilas se formando e a necessidade de desenvolver a agricultura e agropecuária na região os municípios cresceram e houve o aumento de pessoas que passavam pela região.

As atividades agrícolas tradicionais já não respondem pela manutenção do nível de
emprego no meio rural, atividades que eram ditas como marginais hoje trabalham para grandes e industrias como frigorífico e agronegócio, o pequeno produtor ficou de lado nesse meio comercial.O turismo rural pode se destacar, como uma atividade indutora do crescimento de ocupações não agrícolas no meio rural (Graziano da Silva, Balsadi, Del Grossi,1997). O turismo rural, conforme já destacaram Graziano da Silva, Vilarinho e Dale,  constitui-se em uma atividade que une a exploração econômica a outras funções como a  valorização do ambiente rural e da cultura local que, não raras vezes, são alguns de seus  atrativos principais (1998). 

O caminho velho do ouro,l foi de suma importância para o desenvolvimento do Brasil, pois através dela, é que surgiu novas rotas e caminhos para cidades e estados. Esse estudo mostrará como a estrada real contribui para o desenvolvimento econômico na região de Guaratinguetá — SP, Cunha — SP e Paraty — RJ.

OBJETIVOS

OBJETIVO GERAL 

Abordar a importância do empreendedorismo e de setores do Turismo para a economia local.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  •  Destacar aspectos econômicos no eixo Guaratinguetá-Paraty, a partir da revitalização do Projeto Estrada Real, como fator de desenvolvimento local.
  • Levantar potenciais modelos de negócios no eixo Guaratinguetá-Paraty.
  •  Identificar aspectos econômicos de empreendimentos na região estudada a partir de estudos de caso.

 METODOLOGIA DA PESQUISA

Para o desenvolvimento deste estudo metodológico, de inicio será realizada uma pesquisa bibliográfica, a qual examinará materiais contendo informações publicadas por autores, constituídas em livros, artigos, dissertações e revistas científicas.

Por fim também sera adotado é um estudo de caso, através de um questionário contendo sete perguntas sobre o comercio e desenvolvimento econômico  local, com uma opção do entrevistado comentar alguma sugestão do que precisa ser melhorado na região. aplicando aos estabelecimentos na região de Guaratinguetá – SP a Paraty – RJ, com a ferramenta Whatsapp e e-mail, iremos promover a divulgação por mensagens, o Google forms sera utilizado para captação e comparação das entrevistas afim de obter dados e gráficos para o projeto.

Prodanov e Freitas (2013), explicam que a metodologia é compreendida como uma disciplina que consiste em estudar, compreender e avaliar os vários métodos disponíveis para a realização de uma pesquisa acadêmica. Em um nível aplicado,  ela examina, descreve e avalia métodos e técnicas de pesquisa que possibilita a coleta e o processamento de informações, visando o encaminhamento e a resolução de problemas ou questões de investigação. 


Perguntas abordadas:

  • 1. Como o Projeto Estrada Real – implantado a partir de 2004 no trecho paulista, trazendo proposta de turistificação do Caminho Velho do Ouro e instalação de marcos em pontos relevantes, além de outras ações – impactou a movimentação no seu estabelecimento?
  • 2. Qual a média (estimativa) de clientes ou de atendimentos em períodos de alta temporada e de baixa temporada?
  • 3. Qual o perfil (classe social, procedência, nível de instrução) dos clientes que frequentam seu estabelecimento?
  • 4. Quais motivações levam turistas ou consumidores em geral frequentar seu estabelecimento?
  • 5. Qual expectativa para seu empreendimento, em relação ao fluxo de turistas, para os próximos meses após a pandemia?
  • 6. Após a pavimentação do trecho Cunha-Paraty (trecho de serra) houve aumento no movimento em seu empreendimento?
  • 7. Teria alguma sugestão para melhora da economia na região, no eixo da Estrada Real Guaratinguetá-Paraty? Sugere novos empreendimentos ou eventos para atrair mais turistas?

REFERENCIAL TEÓRICO

O desenvolvimento da Estrada Real trouxe inúmeras transformações e consequências por onde ela passou. No Estado de Minas Gerais surgiram inúmeras vilas, que posteriormente se tornaram distritos e municípios, hoje o Estado conta com um total de 853 municípios, com isso foi possível um considerável desenvolvimento econômico, não somente na época como também nos dias atuais.

Por toda região onde passa a Estrada Real o desenvolvimento econômico é notável, principalmente no que diz respeito ao turismo, isso move grande parte da economia das cidades onde a estrada passa.

Dessa forma, cada região consegue montar um roteiro turístico que mais se encaixa a suas características onde temos principalmente o turismo histórico e natural, montando assim o que entendemos como um Circuito Turístico.

CRONOGRAMA

Imagem 1 — Cronograma
CronogramaOs autores (2020)

Referências

ProdanovCleber; FreitasErnani. Metodologia do Trabalho Cientifico: Métodos e Técnicas da Pesquisa e do Trabalho Acadêmico . 2. ed. Novo Hamburgo: Universidade Feevale, f. 276, 2013. 276 p. Disponível em: https://books.google.com.br/books?hl=pt-PT&lr=&id=zUDsAQAAQBAJ&oi=fnd&pg=PA13&dq=info:0x5-9P1eCQ8J:scholar.google.com/&ots=db35gku8GS&sig=fBcrTSuqT2i7V21Uh1CHA8GQPQ4#v=onepage&q&f=false. Acesso em: 12 abr. 2020.

VidigalFrederico . Políticas Públicas de Turismo: a criação do programa Estrada Real em Minas Gerais . Balneário Camboriú, 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Turismo)Universidade do Vale do Itajaí. Disponível em: https://www.anptur.org.br/anais/anais/files/8/132.pdf. Acesso em: 19 mai. 2020.

feito

Use agora o Mettzer em todos
os seus trabalhos acadêmicos

Economize 40% do seu tempo de produção científica